DE POUCAS LETRAS, MAS, UM GRANDE POETA

(8 de agosto de 2014) por Milton Parron

Antonio Gonçalves da Silva, mais conhecido por Patativa do Assaré, foi uma das maiores expressões da cultura popular do nordeste brasileiro. Cantando, improvisando, compondo, ele mostrou ao Brasil, em versos, a dura vida do sertanejo obrigado a deixar sua terra natal vagando por terras estranhas tocado pela seca impiedosa. A singeleza de seus versos é […]

Continuar lendo

HÉLIO RIBEIRO HOMENAGEIA AGOSTINHO DOS SANTOS

(30 de julho de 2014) por Milton Parron

No mês de junho de 1973 ocorreu um dos mais pavorosos acidentes aéreos envolvendo aeronave brasileira deixando um saldo de 123 mortos e 11 feridos, 10 deles eram tripulantes. Um incêndio originado por ponta de cigarro aceso jogado na papeleira do banheiro de bordo espalhou-se com grande rapidez tomando conta de toda a aeronave obrigando […]

Continuar lendo

ARMANDINHO ERA PARTE DO ESPETÁCULO

(22 de julho de 2014) por Milton Parron

Faleceu dia destes o mais famoso árbitro de futebol do Brasil, Armando Marques, que estava com 84 anos de idade. Ele não foi apenas um ótimo mediador como também criou um estilo de apitar jogos até hoje não igualado. Com uniforme impecavelmente passado, cabelos penteados e fixados a gel como se fosse à uma festa […]

Continuar lendo

VENCEDOR!

(15 de julho de 2014) por Milton Parron

Dia 15 de julho de 1989 o Brasil inteiro se ligou na TV Bandeirantes para acompanhar um ex-servente de pedreiro que galgara o mais alto andaime de sua vida dando murros em uma nova profissão, o pugilismo. Com 39 lutas em seu cartel, vencedor em 37 delas, campeão brasileiro e sulamericano, havia chegado o momento […]

Continuar lendo

PRECURSOR DA BOSSA NOVA

(9 de julho de 2014) por Milton Parron

Dick Farney, cujo nome verdadeiro era Farnésio Dutra e Silva, e, convenhamos, a troca de nome foi providencial para o sucesso artístico, era carioca e integrou a chamada constelação de ouro do rádio onde estreou como calouro em 1937 na “Hora da Ginástica” da rádio Cruzeiro do Sul do Rio de Janeiro. Entre 1941 e […]

Continuar lendo

ÚNICO BRASILEIRO INDICADO QUATRO VEZES AO NOBEL

(2 de julho de 2014) por Milton Parron

Dom Helder Pessoa Câmara, nascido em Fortaleza, Ceará, em 1909, bispo católico, arcebispo emérito de Olinda e Recife, foi um dos fundadores da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Pessoa extremamente simples e dotada de grandes dotes morais, era admirado e respeitado por todos tendo sido um defensor intransigente dos direitos humanos durante o regime […]

Continuar lendo

HÁ 16 ANOS MORREU LEANDRO

(24 de junho de 2014) por Milton Parron

Luís José nasceu no dia 15 de agosto de 1961 e formou ao lado do irmão, Emival Eterno, uma dupla de cantores de enorme sucesso. Ambos trabalhavam na roça, na plantação de tomates da família, até que Luís percebeu sua vocação para a música e chegou a ser vocalista de uma banda chamada “Os Dominantes”, […]

Continuar lendo

TOM JOBIM NO CANAL LIVRE

(17 de junho de 2014) por Milton Parron

Para entrevistar o maestro Tom Jobim no programa Canal Livre da TV Bandeirantes, ancorado por Roberto D,Ávila, foram convidados Caetano Veloso, Arnaldo Jabor, Cristina Achê, Luis Carlos Maciel e Joaquim Pedro. Isso foi no dia 22 de novembro de 1980 e quem assistiu garante que foi das melhores e das mais divertidas entrevistas de Tom:

Continuar lendo

BANDEIRANTES, SHOW DE BOLA

(12 de junho de 2014) por Milton Parron

A rádio Bandeirantes, no comando da rede Verde Amarela, mais uma vez realiza um excelente trabalho de cobertura de copa do mundo, tradição que vem desde o mundial de 1950, também realizado no Brasil. A Bandeirantes tem feito muitos gols, como também muitos pontos, muitas cestas, muitos pódios porque atua em todos os principais esportes. […]

Continuar lendo

ÁRBITRO FAZ O GOL DE EMPATE NO CLÁSSICO PAULISTA

(3 de junho de 2014) por Milton Parron

Uma das cenas mais inusitadas do futebol brasileiro, entre muitas outras, ocorreu no estádio do Morumbi em um clássico Palmeiras vs. Santos válido pela 21ª. rodada do campeonato paulista de 1983. O Santos vencia por 2 a 1 até os 47 minutos da etapa final quando o árbitro José de Assis Aragão, do qual já […]

Continuar lendo