TRAGÉDIA AÉREA EM SP: 17 MORTOS

(8 de maio de 2015) por Milton Parron

Não é comum, como também não são recentes, os acidentes aéreos no circuito de tráfego do aeroporto de Congonhas. Só no ano de 1953 foram três, um Lodestar da Panair do Brasil, um Curtiss Comando do Lóide Aéreo Nacional que ficou totalmente destruído por incêndio na pista, ambos não produzindo mortes, e um Constellation, também […]

Continuar lendo

UMA HISTÓRIA QUE NASCEU HÁ 78 ANOS

(29 de abril de 2015) por Milton Parron

O imenso conglomerado que é hoje o Grupo Bandeirantes de Comunicação  germinou de uma semente  plantada na noite de 6 de maio de 1937 quando foi inaugurada a rádio Bandeirantes que está,  portanto,  comemorando  78 anos de transmissões ininterruptas.   Na época  da inauguração, a radiodifusão era um mercado novo  e não havia na cidade profissionais […]

Continuar lendo

BRASÍLIA ESTÁ EM FESTA

(22 de abril de 2015) por Milton Parron

    LOC –  Brasília  faz aniversário dia 21 de abril.  Em 2015 ela  comemora  55 anos de sua inauguração.   Construída no governo Juscelino Kubitscheck de Oliveira, num prazo recorde de 3 anos, ela nasceu já destinada a ser a nova  capital da República.  Para o êxito dessa empreitada  foi fundamental a participação de algumas […]

Continuar lendo

QUANDO A INTENÇÃO É BOA, DEUS PERMITE

(10 de abril de 2015) por Milton Parron

Um dos maiores cantores do Brasil, Nelson Gonçalves, viveu momentos do mais absoluto ostracismo, enfrentou dificuldades financeiras inimagináveis para um artista do seu nível, despencou do céu e literalmente caiu no inferno a partir do momento em que começou a usar drogas. Quando resolveu se livrar do vício, com o forte apoio de sua mulher […]

Continuar lendo

CANTINHO DA SAUDADE

(2 de abril de 2015) por Milton Parron

    Quem afirma que textos literários não são adequados para o rádio, certamente nunca ouviu falar do “moço de Barra Bonita”, Fiori Gigliotti  ou  no  mínimo  desconhece que  crônica é uma modalidade do gênero  de  prosa poética. Fiori, um dos locutores esportivos ainda hoje muito  reverenciado,  apesar de falecido há quase 10 anos, narrava […]

Continuar lendo

PRIMEIRO DEPUTADO INDÍGENA DO BRASIL

(25 de março de 2015) por Milton Parron

        Mario Juruna , nascido em setembro de 1942  na aldeia xavante Namakura, próxima a Barra do Garças, Mato Grosso, foi o primeiro indígena eleito deputado federal no Brasil para o mandato de 1983-1987.  Ele era filho do chefe da aldeia, Apoenã e lá viveu, sem contato com o a população branca […]

Continuar lendo

DESCULPAS DO “SEO” MANÉ

(18 de março de 2015) por Milton Parron

  Mal acostumado por causa das brilhantes campanhas dos mundiais de 1958 e 1962, o torcedor brasileiro não digeriu o fracasso do nosso selecionado em 1966 na Inglaterra.  Na estreia  ganhamos da Bulgária por 2 a 0 e foi só. Perdemos na sequência para a Hungria por 3 a 1 e pelo mesmo placar para […]

Continuar lendo

ALBUM DE RECORDAÇÕES

(11 de março de 2015) por Milton Parron

      Rubens Moraes Sarmento, que começou sua carreira em Campinas, transferiu-se para Uberaba e em 1944 foi contratado para animar o programa Cirquinho do Simplício, na rádio Cultura.  Depois de mais algumas emissoras, inclusive do Rio de Janeiro, finalmente veio para a Bandeirantes em 1958 onde permaneceu até 1980.  Nesse período apresentou dois […]

Continuar lendo

VIROU NA RUA AUGUSTA A 120 POR HORA

(26 de fevereiro de 2015) por Milton Parron

E depois de virar na rua Augusta em tamanha velocidade, ainda fez curvas em duas rodas num carro sem breque, sem farol e sem buzina e com três pneus carecas. Virou sucesso nacional tanto o pai quanto o filho não pela proeza porque essa estória só existiu na ficção musical. Rua Augusta, composta pelo pianista, […]

Continuar lendo

MENINO DA PORTEIRA

(14 de fevereiro de 2015) por Milton Parron

A primeira vez que Sérgio Reis se apresentou no rádio foi na Bandeirantes, em 1958, no programa Enzo de Almeida Passos.  Ainda era Sérgio Basini e cantava boleros e baladas tendo adotado até um pseudônimo estrangeirado para ver se emplacava, Johnny Johnson, mas não conseguia sair do anonimato. O próprio Enzo levou Sérgio, certo dia, […]

Continuar lendo