Rádio Bandeirantes 75 anos: origens do esporte na programação RB

Categoria: Sem categoria segunda-feira, 9 de abril de 2012 às 7:00
 

Na manhã de 06 de maio de 1937 o paulistano foi surpreendido com o som de uma nova estação de rádio que estava sendo inaugurada:

http://

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

Por essa época os ouvintes estavam acostumados com a Educadora Paulista, Record, Kosmos e rádio São Paulo e não foi tarefa fácil para a novata Bandeirantes enfrentar a concorrência, razão pela qual foi necessária uma completa reformulação na sua programação antes mesmo de completar um ano de vida. As músicas eruditas, aos poucos, deram lugar à MPB e ao esporte, este último de forma improvisada já que o locutor comercial Tito Fleury é quem narrava e o diretor artístico Enéas Machado de Assis comentava os jogos. Se não emplacaram em audiência foram, certamente, inovadores ao adotar vestimenta padrão para identifica-los como radialistas da Bandeirantes, hoje tão comum, naquela época uma surpresa. Em 1939 a emissora criou um departamento exclusivo para o esporte profissionalizando, por assim dizer, as transmissões. O primeiro contratado foi Ary Silva, que era do jornalismo impresso dos Diários Associados de Assis Chateaubriand.

http://

Audio clip: Adobe Flash Player (version 9 or above) is required to play this audio clip. Download the latest version here. You also need to have JavaScript enabled in your browser.

“Bola ao Ar”, criado por Otávio Gabus Mendes, produzido e apresentado por Ary Silva, foi, portanto, o primeiro programa esportivo da Bandeirantes com conotação profissional. Os anteriores eram muito amadores, não fizeram sucesso e não ficaram registrados nem mesmo na memória das pessoas.

Nenhuma resposta Compartilhar no Twitter Compartilhar no Facebook

Responder