Arquiva no mês março, 2013

A BAIANA QUE CONQUISTOU O MUNDO

sexta-feira, março 22nd, 2013

Martha Rocha
Entre aqueles que a conheceram, ou viram sua imagem por fotos ou filmes, a unanimidade é total. Martha Rocha, da Bahia de São Salvador, foi a brasileira mais bonita, mais charmosa, de olhos verdes escuros inigualáveis e rosto mais lindo entre todas as brasileiras que já disputaram o título de Miss Universo. Ela perdeu o título para a norte americana Miriam Stevenson, segundo os jurados, porque tinha 2 polegadas a mais nos quadrís, porém, não apenas os brasileiros, como o mundo todo, a reverenciaram como sendo a verdadeira Miss Universo no concurso realizado nos EUA em julho de 1954. Foi o segundo lugar mais comemorado no Brasil até hoje. Pouco tempo após retornar ao País, Martha Rocha foi homenageada por uma enorme platéia que compareceu a um programa de auditório da rádio Bandeirantes, na rua Paula Souza, que era animado por Geraldo Blota e tinha como atração fixa o cantor João Dias:

Dizer que o concurso Miss Universo revelou até hoje apenas Martha Rocha e as demais foram meras coaddjuvantes, seria minimamente uma grosseria com todas as outras. Mas não se pode negar que nenhuma delas teve tamanha e tão longa celebridade quanto Martha Rocha, que, beirando os 77 anos de idade, continua sendo sinônimo de beleza.

JUAN PERÓN NA BANDEIRANTES

sexta-feira, março 15th, 2013

Juan Perón

Juan Perón


Adhemar de Barros

Adhemar de Barros


Causou surpresa, por sinal agradável, a eleição de um Papa originário da América do Sul, argentino. Francisco I é conhecido por sua dedicação em favor dos pobres. Aliás, é também argentina, uma personalidade política mundialmente conhecida por sua luta em defesa das minorias excluidas, venerada ainda hoje pelas pessoas das camadas mais humildes, Eva Perón, que ao lado do presidente daquele país, seu marido Juan Domingo Perón, muito fez por aqueles aos quais chamava de “descamisados”. No Centro de Documentação e Memória da rádio Bandeirantes, o Cedom, temos algumas entrevistas que o casal concedeu à rádio Bandeirantes nas décadas de 40 e 50. Em uma delas, 1951, o repórter José Carlos de Moraes (Tico-Tico) conversou com o presidente Perón sobre questões comerciais de interesse do Estado de São Paulo governado na ocasião pelo dr. Adhemar de Barros:

O casal Perón era muito cristão e tinha uma relação, especialmente Eva, de grande proximidade com o cardeal italiano Eugênio Pacelli, Papa da época, que usava o nome Pio XII. Essa boa relação não parece existir entre a atual chefe de Estado daquele País e o pontífice que acaba de ser eleito, justamente um seu patrício, fato único em mais de 2 mil anos de história da igreja católica.
.

MORREU O “VELHO BARÃO”

segunda-feira, março 11th, 2013

Wilson-Fittipaldi-300x268
Poucas semanas antes da realização da Itaipava São Paulo Indy Nestlê, etapa brasileira da Fórmula Indy que é a mais emocionante competição de automobilismo da atualidade, uma notícia triste abalou aqueles que gostam desse esporte. Morreu Wilson Fittipaldi, o “velho Barão”, um dos maiores incentivadores do automobilismo e do motociclismo em nosso País, pai dos também corredores Wilsinho e Emerson Fittipaldi e avô de Christian. Foi Wilson quem criou duas competições que ganharam fama internacional, as 24 horas de Interlagos e a Mil Milhas Brasileiras. No rádio Fittipaldi se dedicou a múltiplas atividades e não apenas às narrações esportivas. Por sua elegância ao se vestir, pelo bom gosto na escolha dos restaurantes e pela educação com que atendia a todos, ganhou de seu colega Ney Gonçalves Dias o apelido de Barão, que praticamente acabou incorporado ao seu nome de batismo.Em 2002, às vésperas de um GP de Fórmula 1 em São Paulo, fi z com Fittipaldi a última de umas 200 entrevistas que já havia feito com ele ao longo de um convívio de cerca de 30 anos. Foi uma longa conversa durante o programa Ciranda da Cidade, onde ele falou de tudo e de todos.

Wilson Fittipaldi morreu na madrugada desta segunda feira, 11 de março de 2013, aos 92 anos de idade, de insuficiência respiratória no hospital Copa D,Or no Rio de Janeiro onde estava residindo nos últimos anos

LEMBRANÇAS DO ETERNO REI DO BAIÃO

segunda-feira, março 4th, 2013

luizgonzaga-600x545 

No dia 02 de agosto de 1989, de parada cardiorespiratória, morria no Recife onde estava internado há dias, um dos maiores artistas deste País, Luiz Gonzaga, o rei do baião. Ele tinha na ocasião 76 anos de idade e continuava sendo um artista muito popular, embora já não com o esplendor das décadas de 40 e 50. Em dezembro último foram realizadas por todo o Brasil muitas homenagens a Luiz Gonzaga pela passagem do centenário de seu nascimento que se deu no dia 12 de dezembro de 1912. Aliás, Gonzaga falava com tanto entusiasmo e com tantos detalhes sobre seu nascimento, que passava a impressão de que sua memória remontava ao dia em que sua mãe, dona Santana, o trouxe à luz:

Luiz Gonzaga esteve muitas vezes na rádio Bandeirantes desde os tempos da rua Paula Souza, em algumas ocasiões para se apresentar no auditório da emissora e, em outras, para ser entrevistado por um dos apresentadores da casa. Nos arquivos do CEDOM – Centro de Documentação e Memória da rádio Bandeirantes, temos vários desses registros. Muitos deles vocês poderão conferir no sábado, dia 09 de março as 23hs00, com reprise às 05hs00 do domingo, no projeto Memória, incluindo uma longa e memorável conversa que o velho Lua teve com os irmãos Amorim Filho e Expedito Duarte apresentadores do programa Nas Quebradas do Sertão, lembram-se? Muitas músicas e muitas estórias, além de antigos programas de rádio estrelados por Gonzaga, tudo isso em duas edições do Memória. A primeira neste sábado, e a segunda no próximo, dia 16, ambas com reprise no domingo.