ME ENGANA, QUE EU GOSTO

(18 de julho de 2017) por Milton Parron

É impressionante o número de cartolas e ajudantes de cartolas que integra as delegações de clubes de futebol do Brasil nas suas viagens, principalmente ao exterior. Relacionado com a seleção brasileira, então, se assemelha ao enredo de uma ópera bufa. Apenas para exemplificar, a Seleção que ganhou o bicampeonato mundial em 1962, viajou com 22 […]

Continuar lendo

IMPREVISTOS NO FUTEBOL

(11 de julho de 2017) por Milton Parron

  Rio-São Paulo foi um torneio de futebol disputado a primeira vez em 1933, sempre por clubes desses dois Estados. No início da década de 50 a disputa tornou-se anual e seus jogos atraiam grande público. Foi em um dos clássicos do Rio São Paulo, Corinthians e Flamengo, no dia 26 de junho de 1955 […]

Continuar lendo

IRACEMA, A ESQUECIDA

(4 de julho de 2017) por Milton Parron

No dia 03 de julho de 1988, no programa Ciranda da Cidade que era apresentado pelo saudoso Antonio Carvalho, o repórter Pedro Luis Ronco, de um hotel na região da Consolação, pediu espaço para entrevistar Iracema de Souza Ferreira que estava iniciando temporada num teatro da Capital. Hoje ela está totalmente esquecida, mas já foi […]

Continuar lendo

INVENTOR DA “FOLHA SECA”

(27 de junho de 2017) por Milton Parron

A bola, chutada quase da intermediária, subiu muito e passou por cima dos zagueiros. Se continuasse na mesma trajetória, o que seria natural, passaria por cima do gol, mas, repentinamente a bola fez uma curva no ar e pareceu perder a força surpreendendo o goleiro que não teve tempo para corrigir seus cálculos e impedir […]

Continuar lendo

MONSTRO NAZISTA VIVEU EM SÃO PAULO

(20 de junho de 2017) por Milton Parron

O cabo da Polícia Militar Expedito Dias Romão, quando chegou à Praia da Enseada, em Bertioga, na tarde de 7 de fevereiro de 1979, atendendo a uma ocorrência recebida pelo rádio da sua viatura, já encontrou uma pequena aglomeração em volta do corpo de um homem aparentando 70 anos, branco, pele bem clara e de bigode. […]

Continuar lendo

O RÁDIO DOS BONS TEXTOS

(12 de junho de 2017) por Milton Parron

Oswaldo Moles foi um dos grandes redatores do rádio paulista. Em 1954, ele era contratado da Rádio Bandeirantes para produzir, entre outros programas, o MARCO ZERO, transmitido ao vivo, com público no auditório e apresentado por Dárcio Ferreira e Geraldo Blota, além de contar com cantores e elenco de radio teatro da Bandeirantes, entre eles […]

Continuar lendo

AUSÊNCIA QUE NOS CUSTOU O TÍTULO

(6 de junho de 2017) por Milton Parron

No dia 5 de junho de 1938, jogando na cidade de Estrasburgo, o Brasil estreou na Copa do Mundo realizada na França. Foi o terceiro mundial de futebol – os dois anteriores tinham sido realizados no Uruguai, em 1930, e na Itália, em 1934. A estreia do Brasil em 38 foi contra a Polônia, a […]

Continuar lendo

A MORTA ESTAVA VIVA

(30 de maio de 2017) por Milton Parron

Numa manhã do finalzinho de maio de 1992, os apresentadores do Jornal Bandeirantes Gente, José Paulo de Andrade, Salomão Ésper e Luis Nassif, levaram um susto na abertura do programa. Uma notinha de rodapé no jornal O Estado de São Paulo dizia que a grande artista Inezita Barroso tinha falecido. A produção do programa ligou […]

Continuar lendo

FESTA POLÍTICA NO CINE OBERDAN

(23 de maio de 2017) por Milton Parron

Foi no dia 09 de maio de 1960 que realizou-se um grande comício no Cine Oberdan para lançamento, em São Paulo, da candidatura do marechal Henrique Teixeira Lott à presidência da República. Um acontecimento político da maior importância para a pauta jornalística da época, razão pela qual a Bandeirantes lá estava. Figuras de expressão compareceram, […]

Continuar lendo

GETÚLIO EM S. J. DOS CAMPOS

(15 de maio de 2017) por Milton Parron

Getúlio Vargas, eleito presidente no dia 03 de outubro de 1950, assumiu o cargo no dia 31 de janeiro de 1951. Sua primeira viagem ao Estado de São Paulo, depois da posse, foi no dia 10 de maio para inauguração do ramal da Central do Brasil entre Caçapava e São José dos Campos, com transmissão […]

Continuar lendo