PIOR QUE O PREJUÍZO É A CARA QUE FICAMOS

(19 de novembro de 2014) por Milton Parron

As modalidades criminosas, com algumas variações que visam aprimorar os golpes, são cíclicas e repetitivas. Agora mesmo tem pequenos anúncios nos jornais com ofertas de carros a preços surpreendentemente baixos. Se o interessado não se acautelar, o barato poderá sair muito caro. Quando não oferecem carro refeito de sinistro, ofertam veículo produto de furto. E […]

Continuar lendo

MUNDIAL ONDE A ESTRELA DE PELÉ NÃO BRILHOU

(12 de novembro de 2014) por Milton Parron

Brasil e Tchecoslováquia se enfrentaram duas vezes no campeonato mundial de futebol de 1962 realizado no Chile. O primeiro jogo foi em Viña del Mar no dia 2 de junho, transmitido pela rádio Bandeirantes com Edson Leite no primeiro tempo e Pedro Luis na etapa derradeira, Mário Moraes comentarista e Sílvio Luiz como repórter de […]

Continuar lendo

DESTEMPERO DE ÁRBITRO QUASE PROVOCA UMA TRAGÉDIA

(4 de novembro de 2014) por Milton Parron

Por muito pouco um dos mais tradicionais clássicos do futebol brasileiro, Santos x Corinthians, não acabou em tragédia na tarde de 14 de novembro de 1965. Os times jogavam no Morumbi, pelo campeonato paulista, e o Santos vencia por 4 a 2 quando um torcedor corintiano, descontente com o placar, resolveu invadir o campo para […]

Continuar lendo

SHOW DE RÁDIO

(29 de outubro de 2014) por Milton Parron

Há pouco mais de 20 anos morreu em São Paulo um dos mais talentosos profissionais do rádio, Estevan Bourroul Sangirardi. Ele começou sua carreira em 1946 como locutor de um programa de tangos as onze da noite na rádio Record. Mais tarde passou a se dedicar ao rádio esportivo escrevendo e apresentando noticiários e principalmente […]

Continuar lendo

MOACIR FRANCO, TALENTOSO EM QUALQUER ÁREA

(22 de outubro de 2014) por Milton Parron

Compositor, cantor, comediante, ator, apresentador, Moacir Franco desempenha todas essas atividades com grande desenvoltura e extraordinária qualidade. É um verdadeiro coringa que emociona e diverte, ao mesmo tempo, qualquer plateia. Dos meus arquivos pessoais destaco um dos momentos marcantes da carreira desse grande profissional quando ele recebeu no programa de auditório que apresentava na Record, […]

Continuar lendo

FILHO DO CONDE MATARAZZO SEQUESTRADO!

(16 de outubro de 2014) por Milton Parron

A manchete bombástica ocupou as páginas de todos os jornais brasileiros em agosto de 1953. A repercussão foi devido ao fato de que o sequestrado era o jovem Eduardo Andréa Maria Matarazzo, filho do Conde Francisco Matarazzo, detentor de uma das maiores fortunas do Brasil, e, como se não bastasse, tratava-se de um crime raríssimo […]

Continuar lendo

NA POLÍTICA, TRAIÇÃO É VIRTUDE

(9 de outubro de 2014) por Milton Parron

Pedro Aurélio de Góes Monteiro, alagoano, nascido em fevereiro de 1889 em São Luis do Quitunde, iniciou sua carreira na Escola de Guerra de Porto Alegre chegando ao posto de general-de-divisão. Ao longo dos anos revelou-se um forte legalista ao combater os “dezoito do forte”, o tenentismo e a coluna Prestes durante a década de […]

Continuar lendo

A NOITE DAS BRUXAS

(1 de outubro de 2014) por Milton Parron

Às vésperas de mais um pleito eleitoral uma reflexão inevitável entre as pessoas de mais idade, remete ao período de maior turbulência de nossa política, ou seja, o ano de 1954. Sitiado por alguns oportunistas que passaram a lhe fazer duras acusações, o presidente Vargas não viu outra saída que não fosse reunir todo seu […]

Continuar lendo

ORQUESTRA BAILE

(25 de setembro de 2014) por Milton Parron

Durante 30 anos, a partir da década de 40, as chamadas orquestras baile eram a grande atração nas festas de formatura e aniversário das cidades. Algumas se tornaram referencias como a Simonetti, Osmar Milani, Severino Araújo e a sua Tabajara e a fantástica orquestra do maestro Silvio Mazzuca, entre outras. Silvio Mazzuca foi diretor artístico […]

Continuar lendo

FADO ABRASILEIRADO

(17 de setembro de 2014) por Milton Parron

Um português nascido na Freguesia de Covêlo, foi o compositor que mais vendeu discos no Brasil nas décadas de 1950/1960 e até hoje suas músicas continuam em catálogo, muitas delas sendo regravadas continuamente por intérpretes das novas gerações. Chama-se Adelino Moreira de Castro que veio com seus pais para o Brasil quando tinha somente 1 […]

Continuar lendo