http://blogs.band.com.br/marcondesbrito

Sidebar
22
DE janeiro
DE 2015

O preocupante desmanche do Cruzeiro bicampeão

postado por Marcondes Brito em Futebol

22
DE janeiro
DE 2015
10

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

image
Uma noticia preocupante para a torcida do Cruzeiro neste início de temporada é o desmanche do time bicampeão brasileiro. Por coincidência, esse desmanche acontece no mesmo momento que o clube deixou escapar o diretor de futebol Alexandre Mattos, que agora é o homem forte do Palmeiras.
A verdade é que o Cruzeiro, que já havia perdido Ricardo Goulart e Marcelo Moreno, hoje confirmou a venda do volante Lucas Silva para o Real Madrid.
O ponto forte do Cruzeiro nestes dois anos em que dominou o Brasileirão era exatamente a força do seu elenco. Com muitas peças de reposição, era possível manter uma incrível regularidade. Agora o Cruzeiro vai perder essa boa vantagem que tinha sobre todos os outros concorrentes.
Mas este não é o único time a se desmanchar nesta temporada. O Fluminense, além de perder o patrocínio da Unimed, está deixando escapar as suas estrelas, como o meia Conca, que voltou para a China.
Antigamente a gente se preocupava com o assédio dos europeus. Hoje, os EUA, a China, o Japão, qualquer país emergente, consegue tirar nossos craques daqui. E nem é preciso pagar tão caro por isso.

22
DE janeiro
DE 2015

Palmeiras agora parte pra cima do 2º lugar do Grêmio no Sócio Torcedor

postado por Marcondes Brito em Futebol

22
DE janeiro
DE 2015
27

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Depois de ultrapassar o Corinthians na semana passada, o imagePalmeiras avança de forma espetacular para tomar o 2º lugar do Grêmio no Programa Sócio Torcedor.
O Torcedometro, agora de manhã, mostra o time paulista a pouco mais de 2 mil sócios do tricolor gaúcho.
Mas o Inter, com os seus 129 mil fanáticos, permanece absoluto na liderança.

21
DE janeiro
DE 2015

Na Copa SP, o eterno dilema entre ganhar títulos e revelar talentos

postado por Marcondes Brito em Futebol

21
DE janeiro
DE 2015
8

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Responda rápido: é melhor ser campeão da Copa São Paulo ou apenas revelar bons jogadores?
A semifinal que começa amanhã envolve quatro times paulistas, que deixaram uma centena de adversários para trás. O Corinthians é o maior colecionador de títulos, já ganhou 8 vezes. O São Paulo, seu adversário nesse mata-mata, venceu 3 e ficou em segundo em 6 ocasiões.
O Palmeiras, que também está na semifinal e vai enfrentar o surpreendente Botafogo-SP, nunca ganhou.
Todo início de temporada, a Copinha tem um significado importante para o torcedor brasileiro. É aquele momento em que os clubes estão fazendo pré-temporada e praticamente não tem bola rolando nas tardes de domingo.
Foi na Copa São Paulo que surgiram alguns dos melhores jogadores do pais, como Lucas, Oscar, Paulo Henrique Ganso e o próprio Neymar, a maior estrela brasileira da atualidade.
Quem são os craques que estão despontando este ano? É dificil, muito dificil responder com segurança. Basta relembrar a decisão de 2014, entre Santos e Corinthians. Dos 28 atletas que pisaram no Pacaembu, somente o atacante Malcom conseguiu se destacar no time principal.
A Copa São Paulo, que chega à sua 46ª edição, serve também para nos mostrar que existe uma enorme distância entre o sonho e a realidade.
e9d0d2d5579fd4b9892854adc761086e
COMO FOI A DECISÃO DE 2014
CORINTHIANS 1 X 2 SANTOS
FICHA TÉCNICA
Local: Estádio Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu), em São Paulo (SP)
Data: 25 de janeiro de 2014, sábado
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Alex Ang Ribeiro
Cartões Vermelhos: Henrique (Corinthians); Naílson (Santos)
Cartões Amarelos: Lucão (Corinthians); Diego Cardoso, Paulo Ricardo, Zé Carlos e Gustavo (Santos)
Gols: Santos: Diego Cardoso, aos 15 minutos do primeiro tempo; e Serginho, aos 30 minutos do primeiro tempo. Corinthians: Malcom, aos 30 minutos do segundo tempo
Público: 31.481 mil (28.438 mil pagantes)
Renda:R$ 333.360,00 mil
CORINTHIANS: Henrique; Lucão, Pedro, Luiz Gustavo e Guilherme Arana; Fabiano, Ayrton (Matheus), Zé Paulo e Malcom; Léo (Yan) e Lucas (Brayan)
Técnico: Osmar Loss
SANTOS: João Paulo; Daniel Guedes, Paulo Ricardo, Naílson e Zé Carlos; Lucas Otávio, Fernando Medeiros (Diego Santos), Serginho (Japa) e Jorge Eduardo; Diego Cardoso (Gustavo) e Stéfano Yuri
Técnico: Pepinho Macia

20
DE janeiro
DE 2015

O Corinthians ainda sonha com o reforço do argentino Conca

postado por Marcondes Brito em Futebol

20
DE janeiro
DE 2015
15

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Apesar da concorrência chinesa, o Corinthians não desistiu de contratar o meia Dario Conca – informa o Painel FC, da Folha de S.Paulo. Para liberarconca25 o atleta, o Fluminense receberia R$ 5 milhões, parcelados, com o primeiro pagamento em outubro. Já o salário do jogador seria dividido entre o clube e a Unimed, empresa parceira do time carioca e que tem interesse em manter o argentino no Brasil. O Corinthians pagaria R$ 450 mil mensais, e a seguradora, R$ 300 mil. A contratação de Conca seria usada como trunfo da atual diretoria para que o candidato da situação, Roberto de Andrade, vença a eleição de 7 de fevereiro. Há confiança de que o meia possa desistir de volta à China para ficar no Brasil.

20
DE janeiro
DE 2015

Dilma veta parcelamento da dívida e os clubes ficam com o pires na mão

postado por Marcondes Brito em Futebol

20
DE janeiro
DE 2015
10

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

A situação é a seguinte: os clubes brasileiros têm um rombo de aproximadamente R$ 4 bilhões e estavam contando com a aprovação do Artigo 141 da Medida 5203e06dee8a44e0b82a46eee9210dd7Provisória 656 que permitiria o parcelamento dessa dívida em 240 meses, com descontos de 70% em multas e 50% em juros, sem precisar cumprir medidas de responsabilidade financeira. O Congresso Nacional havia dado o sinal verde em dezembro e só faltava a sanção do Palácio do Planalto.
Mas a presidente Dilma Rousseff decididamente não estava de bom humor, ontem à noite – data-limite para analisar a MP – quando deu uma canetada e vetou o benefício, contrariando os interesses da CBF e da Federação Nacional dos Atletas Profissionais defendiam a aprovação.
Quem gostou foi o pessoal do Bom Senso FC, grupo de jogadores que pedem mudanças na administração do futebol brasileiro. A presidente Dilma mostra claramente que – nessa queda de braço entre cartolas e jogadores – escolheu o lado do mais fraco.
Os clubes, que já estavam de pires na mão, agora podem entrar em desespero.

19
DE janeiro
DE 2015

Ministro do Esporte é a favor do mata-mata… e também dos pontos corridos

postado por Marcondes Brito em Futebol

19
DE janeiro
DE 2015
23

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Deu no UOL (Por Daniel Brito)

O novo ministro do Esporte pode não entender profundamente de esporte, mas recorre à política para responder sobre o assunto. De preferência, sem ter que adotar uma posição comprometedora. O comportamento ficou claro na entrevista exclusiva ao UOL Esporte, em uma sala no 7º andar do Bloco A da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, decorada com pôsteres de edições passadas dos Jogos Olímpicos, e confirmou seu discurso de posse.
Seja para questões frugais, opiniões pessoais ou posicionamento político, ele evita o aprofundamento. Ele consegue ser a favor do Campeonato Brasileiro por pontos corridos, ao mesmo tempo que demonstra seu apoio ao mata-mata. Quando perguntado, por exemplo, sobre alguma história do esporte olímpico brasileiro que guardava na memória como torcedor, Hilton não citou um único caso de conquista, recorde ou história de superação.
Nascido há 43 anos em Alagoinhas, na Bahia, mora em Minas Gerais há 27 anos, se diz torcedor do Cruzeiro e afirma ter ido aos jogos do Cruzeiro durante o Brasileiro de 2014. Diz não ter presenciado o 7 x 1 para a Alemanha no Mineirão, porque preferiu ver de casa. “E olhe que eu moro pertinho do Mineirão. Ainda bem que não fui”, justificou.
Em 40 minutos de entrevista, não citou uma única vez Deus ou Jesus, apesar de ser pastor da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD). Nem faz planos de contar com membros da IURD em sua equipe. O bispo Edir Macedo, fundador da IURD, não o parabenizou pessoalmente, mas via “interlocutores”. “Tem um bom tempo que não nos falamos. Mas me senti lisonjeado com a mensagem dele [Edir Macedo].”
download
UOL Esporte: Seu nome jamais havia sido tocado por pessoas envolvidas no esporte do Brasil até sua nomeação para ministro do Esporte. O que o qualifica para estar neste cargo?
George Hilton: O esporte no Brasil passa por um momento especial. Temos dois mega eventos e isso só foi possível graças a uma grande aritculação política do governo federal com o Congresso para que a gente pudesse aprovar medidas importantes para realização dos eventos. E este é o forte de George Hilton, a capacidade de uma grande articulação, principalmente num evento que envolve União, Estado e município do Rio de Janeiro.
Quantos projetos de lei sobre esportes o senhor apresentou na Câmara Federal nesses seus dois mandatos como deputado?
Fui líder durante dois anos, todas as propostas que dizem respeito ao esporte passaram pelo colegiado de líderes e teve a digital de George Hilton.
Mas quantos saíram de seu gabinete?
Nenhum projeto. Mas todas as propostas têm de passar por um colegiado e nós discutimos e aprovamos.
Quais, por exemplo?
Todas. Todas. Todas como a alteração da lei Pelé, que inclusive foi alvo de polêmica muito grande. Temos uma lei de responsabilidade fiscal que está tramitando e todas elas sempre teve participação do George Hilton e do meu partido, que tem ex-atletas, como o Popó [boxeador, Acelino Popó Freitas].
Quando surgiu o interesse em assumir o Ministério do Esporte?
Eu fui convidado pela presidente Dilma para fazer uma grande articulação política e dialogar com os segmentos tanto do alto rendimento e, mais do que isso, elaborar um plano nacional para disseminar a prática esportiva no Brasil. E aceitei com muito prazer e entusiasmo e estarei cumprindo com este objetivo.
O senhor disse que não é um profundo conhecedor do esporte. Isso é motivo de preocupação para os esportistas?
A gestão pública requer vivência na área politica e nós queremos que o esporte no Brasil seja fundamentado na gestão pública, que dê toda estrutura necessária e que é inerente ao poder público.
O que o senhor acha que precisa para ser considerado um “profundo conhecedor do esporte”?
A interlocução do ministro passa, sobretudo, pela capacidade de ouvir os segmentos profissionais e, mais do que isso, passa pela capacidade de dialogar com estados e municípios. Porque uma politica nacional não consegue ser bem executada se não houver o empenho de estados, municípios e outras entidades como universidades, escolas públicas, já que nosso objetivo é fortalecer o esporte educativo, as vilas militares. Existe, portanto, a necessidade de trazer vários atores para implementar isso.
O que mudou naquele George Hilton de 2005, quando foi flagrado com R$ 600 mil em dinheiro e foi expulso do PFL para o George Hilton que assume o Ministério do Esporte?
O George Hilton em 2005 estava em pleno recesso parlamentar, pastor evangélico, de forma voluntária, atendendo ao serviço da igreja, de entrega de doações, e que foi abordado, mas estava documentado e, portanto, foi liberado e sem que isso gerasse nenhum processo. Portanto, um homem religioso, que estava a serviço da sua fé e que isto em nada afeta o cidadão público e o deputado que continua aí durante o trabalho de excelência. O George Hilton de 2005 e o de agora continua sendo um servidor do país. Uma vida ilibada, sem nenhum processo, sem nada, e continua sendo um entusiasta de uma política que seja para o bem da sociedade brasileira.
Mas o senhor foi expulso do PFL por causa disso…
Eu continuo na vida pública, o PFL onde está?
O senhor esteve no PFL, pelo PP e pelo PRB e hoje o senhor é um ministro de um governo do PT. George Hilton que mudou ou as siglas partidárias não fazem diferença?
O partido político é um fórum de discussão politica. Cada partido tem uma contribuição para dar. Fui muito bem tratado nos partidos onde estive, me orgulho muito dos partidos onde estive, tive oportunidade de expressar concordâncias e discordâncias e isso faz parte do processo democrático. Onde você está, onde você tem voz, mas sobretudo é respeitado como cidadão e como político.
A Igreja Universal do Reino de Deus participará de sua gestão no Ministério?
Igreja Universal nunca participou do meu trabalho como deputado. A igreja é local onde exerço minha crença e a minha fé. Igreja funciona como um local onde eu posso praticar a minha religiosidade. O trabalho parlamentar sempre focou a defesa ao cidadão, independentemente do seu credo.
Mas a IURD não pode participar de alguma maneira no esporte?
Igreja tem uma função que extrapola o esporte, trabalha em todas as áreas e o ministro reconhece esses valores, porém a política que será praticada aqui será a política da presidenta Dilma Rousseff.
E a igreja não pode participar?
A igreja tem que dar a contribuição dela no campo dela, lá, dentro do templo. Aqui, é o ministro George Hilton que tem, sobretudo, foco em programa de governo que precisa disseminar o esporte não só da igreja, mas de outras instituições, que podem ser parceiras.
O que o senhor detectou no Ministério do Esporte que precisa de uma ação imediata?
Vamos fazer um trabalho de continuidade, trabalho iniciou-se muito bem. nunca houve tanto alocação de recursos do Orçamento Geral da União, da lei Piva, da lei de incentivo ao esporte, não há porque não continuar e avançar. minha gestão terá duas marcas: vai avançar nos bons resultados que tem e vai implementar uma marca voltada para a massificação da prática esportiva em todo país. Queremos que o país, que é cinco vezes campeão no futebol, que tem know how na preparação de uma Olimpíada e Paraolimpíada, queremos que chegue aos rincões mais distantes deste país.
Se é uma gestão de continuidade, quem deve ser cobrado caso haja atraso nas obras para os Jogos do Rio-2016?
Não haverá atrasos, elas [as obras] seguirão o cronograma, teremos um evento que vai ficar vai ficar para historia como as maiores olimpíadas.
Mas o velódromo está com as obras atrasadas.
O prefeito [Eduardo Paes, do Rio], em conversa comigo, disse que está cuidando de maneira muito plena e existe atraso nas obras. Mas estou confiante que a ação hoje do ministério de mandar os recursos, e o trabalho que o município está desenvolvendo, o prefeito conduzirá isso com maestria.
O orçamento dos Jogos ainda não está fechado também.
Estaremos na próxima semana visitando a APO, que vai fazer um relatório bem sucinto das ações, visitar as obras da Barra da Tijuca, do Complexo de Deodoro, e temos a convicção de que essas obras serão concluídas no seu tempo. Será uma Olimpíada de sucesso, ficará para a história como a melhor de todos os tempos.
As obras do laboratório de controle de dopagem também estão atrasadas. Dá para cravar uma data para inauguração?
Não dá para cravar uma data, mas as obras estão a pleno vapor e o laboratório será inaugurado no tempo certo, contemplando o cronograma do projeto.
Qual é a responsabilidade do Ministério do Esporte nos Jogos-2016?
Ministério do Esporte é o protagonista das Olimpíadas do 2016, os outros ministérios são auxiliares, como Defesa, Justiça, Itamaraty, cada um desses ministérios, dentro das questões pontuais, serão auxiliares no processo. Mas o protagonismo neste evento, a organização, é do Ministério do Esporte. Casa Civil tem o papel de integrar o trabalho dos ministros. Quando o assunto envolve ação integrada, a Casa Civil tem que funcionar como a interlocutora das ações.
Vamos falar de esporte agora: Messi, Cristiano Ronaldo ou Neuer? Quem foi melhor em 2014?
É difícil, é difícil. A gente evita dar posições, mas por ser sul-americano, eu votaria no Messi. Eu acho que o Messi, me permita falar como parlamentar do Mercosul, honra e faz com que a gente demonstre que ainda somos (sic) um celeiro de grandes craques.
Qual foi o momento olímpico mais marcante do esporte brasileiro? Eu digo uma conquista de um atleta, uma história, um jogo. O que mais o marcou?
O parlamento nos permite que tenhamos contato com as entidades. Eu, como um dos parlamentares, participei ativamente do processo politico, e eu, como sempre fui da base do governo, me senti participante de todas essas conquistas, não só das Olimpíadas, como a da Copa do Mundo, e tenho certeza que o Brasil ainda será palco de outros grandes eventos. Por méritos dos nossos atleta, das entidades que gerenciam esses eventos, mas, sobretudo, com uma grande articulação da política.
O senhor é a favor do Campeonato Brasileiro de pontos corridos ou mata-mata?
Eu diria que a gente tem saudade de como era, mas também tem virtudes do atual. Acho que os dois condensam, de alguma forma, porque quando era aquele sistema [mata-mata], você tinha a ideia de que um time começava tão bem, mas não chegava lá no final. Mas esse a gente já acha que antecipa o espetáculo do final. Eu diria que os dois tem pontos positivos e negativos.
Mas o senhor tem que dar uma posição…
(Risos) Eu prefiro não opinar. (Risos)

19
DE janeiro
DE 2015

Sete coisas que mudarão a vida do Palmeiras em 2015. Ou não…

postado por Marcondes Brito em Futebol

19
DE janeiro
DE 2015
22

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

ee1be80e0e040e9e9cd583dcd27784f7 Zé Roberto, Dudu, Rafael Marques, Alan Patrick, Jackson, Arouca… O Palmeiras foi o time que mais contratou neste início de temporada. Neste momento, o elenco tem quase 50 jogadores.
2 Saiu Dorival Júnior e entrou Oswaldo de Oliveira, que completa o ciclo e atinge o recorde de ser o único técnico a dirigir os 4 grandes do Rio de Janeiro e de São Paulo. Isso não é pra qualquer um.
3 No primeiro jogo do ano, ganhou pela primeira vez na Allianz Arena. Do ponto de vista psicológico, isso é importante para o time se sentir “em casa” quando jogar lá.
4 Alexandre Mattos, o novo diretor de futebol que substituiu José Carlos Brunoro, já chegou dando as cartas. Logo de cara deu “um chapéu” no São Paulo e no Corinthians. E isso, para o palmeirense, não tem preço.
5 No programa Sócio-Torcedor, o Verdão está mostrando que é grande, forte e merece ser respeitado. Passou o Corinthians, assumiu a terceira posição e agora ameaça o segundo lugar do Grêmio.
6 A torcida, que já começa a chamar os novos reforços de “Galacticos”, lotou o estádio na estréia, mas, cá entre nós, ficou desconfiada quando viu Maikon Leite, Vinicius & Cia entre eles.
7 Valdívia. Ah, o Mago não poderia começar o ano de outra maneira: já está no departamento médico cuidando de uma lesão na coxa que parece incurável.1501897

Criação de Sites e Comunicação Digital: Agência Qualitare