http://blogs.band.com.br/marcondesbrito

Sidebar
17
DE julho
DE 2014

Faltou pouco para o Corinthians “entregar a rapadura” outra vez

postado por Marcondes Brito em Futebol

17
DE julho
DE 2014
74

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

foto (3)
Quem viu os primeiros minutos de Corinthians x Inter, no Itaquerão, teve a impressão de que o time de Mano Menezes estava voando, contra um adversário que parecia dominado e sem forças. Abriu 2×0 e depois acomodou-se. Não consigo entender o que ocorre com algumas equipes. Parece medo de perder, parece covardia.
A verdade é que o Corinthians encolheu-se em seu próprio campo, sem saber como coordenar as jogadas de ataque. Toda saida de bola – muito bem marcada pelo Inter, diga-se – era devolvida para Cássio dar um chutão.
Acho que fiquei traumatizado com esse tal de “chutão”. Era a única jogada que o Brasil de Felipão insistia em repetir, principalmente com David Luiz. O fato é que o Inter chegou muito perto de estragar a noite da Fiel.
Mas a vitória sobre o Inter, aos trancos e barrancos, teve dois significados importantes: 1)- A primeira vitória no Itaquerão; 2)- Manter-se no G4, com o mesmo número de pontos do São Paulo, e sem perder o Cruzeiro de vista (trucidou o Vitória e manteve-se na ponta).
E o Palmeiras, hein? O argentino Gareca vai ter trabalho pra arrumar a casa. O jeito é trazer toda sua turma de Buenos Aires.
“Eu tenho muito trabalho para fazer, mas eu já sabia disso. Eu confio na nossa capacidade técnica e também nos jogadores que temos. Mas sei que é difícil, mas temos os jogadores, temos o plantel para sair dessa situação”, desabafou Gareca na Vila Belmiro.

17
DE julho
DE 2014

O nome da renovação da CBF é Gilmar? A montanha pariu um rato

postado por Marcondes Brito em Futebol

17
DE julho
DE 2014
27

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

image
Depois daqueles 7×1, a CBF começou a caça às bruxas demitindo toda a Comissão Técnica, alimentando a expectativa de que promoveria uma grande reformulação em nosso futebol. Falou-se em técnicos estrangeiros e em nomes como Zico, Falcão ou Leonardo para coordenar a seleção. Mas anunciaram o ex-goleiro Gilmar Ronaldi, que até a semana passada era ‘Agente Fifa’ e tem no currículo o atacante Adriano Imperador como um dos seus agenciados.
Na prática, é a confirmação de um velho ditado. Horácio, pensador latino, cunhou a expressão “parturient montes, nascetur mus”, que, numa tradução livre, significa “A montanha pariu um rato”. Aplica-se a todas as coisas pomposamente anunciadas e que, no final, produzem uma grande decepção, ou seja, resultado pífio diante da expectativa gerada.
Logo de cara, Gilmar descarta a possibilidade de técnico estrangeiro. Se bobear, é capaz de chamar Joel Santana, que é mais ou menos do seu quilate.
Agora vai!!

17
DE julho
DE 2014

O São Paulo no céu e o Flamengo no inferno

postado por Marcondes Brito em Futebol

17
DE julho
DE 2014
49

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

image
Com gol na estréia de Alan Kardec – enquanto espera por Kaká – o São Paulo mostrou que voltou forte para a segundo semestre. A vitoria de ontem sobre o Bahia deixou o time de Murocy colado no líder Cruzeiro.
image
Já o Flamengo parece muito arrependido de ter mandado embora o técnico Jayme de Almeida. Com Ney Franco, foram 6 jogos, 3 derrotas e 3 empates. E o time agora é o lanterninha do Brasileirão.

16
DE julho
DE 2014

Messi caiu e Neymar subiu depois da Copa. Veja como ficou o valor dos craques

postado por Marcondes Brito em Futebol

16
DE julho
DE 2014
18

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

foto (2)
James Rodrigues, o colombiano que terminou a Copa com artilheiro (6 gols), foi um dos jogadores que mais se valorizou na competição. Seu valor de marcado subiu 44%, segundo levantamento da “Pluri Consultoria”. Por outro lado, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo estão desvalorizados. O argentino, eleito o melhor do Mundial, porém, segue como jogador com maior valor de mercado do mundo: 135,2 milhões de euros (R$ 405 milhões), tendo sofrido uma queda de 2%. Já o Português, eliminado na primeira fase, era avaliado em 105,3 mi de euros (R$ 315 milhões) e agora está em 98,1 milhões (R$ 294 milhões), o que representa uma queda de 7%.
Em termos percentuais, os que mais caíram foram o italiano Mario Balotelli (-14%), o brasileiro Hulk (-10%) e o espanhol Cesc Fábregas (-9%). O brasileiro Neymar, que acabou ficando de fora da semifinal da Copa do Mundo por uma lesão nas costas, foi valorizado em 2%, o terceiro da lista.
imageimage

16
DE julho
DE 2014

Fim da ‘zica’ no Palmeiras: foi só Valdivia sair pra nascer grama no estádio

postado por Marcondes Brito em Futebol

16
DE julho
DE 2014
16

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Duas notícias importantes sobre o Palmeiras nesta virada do semestre:

ultValdivia está a uma assinatura de trocar o Verdão pelo Al Fujairah, dos Emirados Árabes. O camisa 10 viajou ontem para fazer exames e concluir uma negociação que está sendo festejada pela diretoria alviverde, mas que não deve ajudar o clube a se reforçar – pelo menos não diretamente. Os cartolas festejam a venda de Valdivia, mas dinheiro não irá para reforços. O clube vai embolsar mais de R$ 10 milhões, mas o valor será parcelado e diretoria não quer comprometê-lo. A idéia é pagar dívidas.
foto
d7a210b229211d6888b3d4c9ec4ad285O Allianz Parque já tem cerca de 50% de seu gramado plantado. O processo começou no sábado à tarde e está em ritmo acelerado – a expectativa é de que o plantio seja completado até o fim da semana. Nas imagens divulgadas pela WTorre, já funciona até o sistema de irrigação do estádio, que tem 92% de suas obras completadas. Embora em muitos setores ainda se tenha a aparência de inacabado, a construtora prevê para agosto a entrega da arena palmeirense.

Comentário meu - É curioso que muitos palmeirenses tenham verdadeira adoração por Valdivia, mas, foi só o Palmeiras livrar-se dele para nascer grama no seu novo estádio. Não deixa de ser um bom sinal, quem sabe o fim da ‘zica’. Sim, porque essa última passagem do Mago pelo Palestra teve, seguramente, o pior custo benefício dos últimos 100 anos. Não ganhou nada, vivia contundido, e não deu a menor contribuição às poucas conquistas do clube. Jogadores assim não trazem bons fluidos. Outro que vai no mesmo caminho é Alexandre Pato. Só deu prejuízo no Corinthians e no São Paulo também é um fiasco. Hoje eu li em algum lugar que o Schalke 04, da Alemanha, está disposto a oferecer 10 milhões de euros por ele. É pegar ou largar.

15
DE julho
DE 2014

Revista ‘The Economist’ detona o futebol brasileiro

postado por Marcondes Brito em Futebol

15
DE julho
DE 2014
12

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

“Lições de um Armagedom Futebolístico” é o título de uma longa reportagem da revista britânica ‘The Economist’ sobre a Copa do Mundo no Brasil, ressaltando que – após o vexame dos 7×1 da Alemanha – nós precisamos de novas ideias dentro e fora do campo.
‘The Economist’ compara com o Maracazo de 1950, classificado como “Uma catástrofe nacional… Nossa Hiroshima”. E destaca que, desta vez, a humilhação da surpreendente goleada deixou os brasileiros em estado de choque, muito especialmente porque o Brasil não tem Hiroshimas reais a lamentar.
O texto lembra que o futebol deu ao brasileiro a confiança em si mesmo que nenhuma outra instituição proporcionou, inventando uma narrativa nacional e uma cola social, isso num país que jamais conseguiu fazer jus a seu potencial. Ganhou cinco Copas do Mundo, mas nenhum prêmio Nobel.
E conclui que o desastre do Mineirão demonstra que o futebol brasileiro já não é mais uma fonte da confiança nacional. Ele também precisa de mudanças que vão muito além da construção de novos estádios. Seus principais agentes são corruptos, e sua estrutura doméstica é mal administrada. Quem vive das glórias do passado não tem futuro. Os brasileiros podem acabar chegando à conclusão de que precisam de uma nova gestão e de novas ideias dentro e fora do campo.image

15
DE julho
DE 2014

Argentinos acusam alemães de ‘racismo’ mas acham normal nos chamar de ‘macaquitos’

postado por Marcondes Brito em Futebol

15
DE julho
DE 2014
13

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

foto
Polêmica na festa do tetra: abraçados uns aos outros, os campeões Kroos, Götze, Schürrle, Weidenfeller começam a cantar agachados: ‘Assim andam os gauchos’ – se referindo ao fato de os argentinos estarem com a cabeça baixa. Logo depois, eles ficam eretos e cantam: ‘Assim andam os alemães’.
Os hermanos, é claro, não acharam a menor graça na brincadeirinha e acusam os alemães de ‘racismo’. O jornal argentino ‘Olé’ disse que os alemães se achavam uma ‘raça superior’.
Perguntar não ofende: e quando eles (os argentinos) nos chamam de ‘macaquitos’, não é racismo?

15
DE julho
DE 2014

Guardiola ou Mourinho no comando do Brasil, por que não?

postado por Marcondes Brito em Futebol

15
DE julho
DE 2014
74

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

PicFrame
Por muito tempo relutei à idéia de trazermos um técnico estrangeiro para dirigir a seleção brasileira, mas – agora que o trio Felipão/Parreira/Murtosa foi deletado – acho que chegou a hora de mudar tudo.
O Brasil continua sendo um dos maiores exportadores de jogadores do planeta. Todos continuam querendo os nossos craques – independentemente do desastre da Copa – mas é intrigante que ninguém demonstre o menor interesse em nossos treinadores.
Agora mesmo no Mundial, havia treinadores alemães, argentinos e portugueses espalhados por diversas seleções. Nenhum brasileiro. Por que será, hein?
E se você olhar para as opções domésticas não vai encontrar boas alternativas. Tite, Muricy, Abel Braga ou Cuca? Não creio que nenhum deles seja capaz de dar início à transformação que precisa ser feita em nosso futebol.
Meus preferidos são Pep Guardiola ou José Mourinho. Ambos adorariam assumir esse desafio. A CBF tem dinheiro suficiente para pagar o salário que for preciso.
Vamos ver.

14
DE julho
DE 2014

Os elefantes brancos estão ai

postado por Marcondes Brito em Futebol

14
DE julho
DE 2014
16

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

​​​​​​​ Por Marcos Souto Maior (*)
imageVem de longas datas o estranho hábito de se criar elefantes albinos, por monarcas de Camboja, Laos, Tailândia e Mianmar, sendo tratados como entidades sagradas pelos povos do Sudeste Asiático e, era rigorosamente proibido se desfazer, mesmo a qualquer vontade ou custo! Até hoje e em todo mundo, se fala acerca desses raros animais, porém com significado diverso da Ásia, para receber conotação jocosa da grande maioria das nações civilidades, por tratar-se de coisa grande, pesada, majestosa, dispendiosa e não presta para nada!
​Nos idos de 1971, o governo militar brasileiro de Médici, inventou um campeonato que envolvesse todos os quadrantes do Brasil. Aproveitaram a criação da Loteria Esportiva, em 1969, que era incentivada pela revista Placar e importantes jornais, para saciar o desejo do pobre poder ser rico, do dia para a noite… Sob o bafo da conquista da Taça Jules Rimet, em pleno estádio Azteca, o capitão brasileiro, Carlos Alberto, levantada à cobiçada troféu do futebol do mundo e a ditadura decretava o PIN – Plano de Integração Nacional onde o futebol também era agraciado com construções de estádios de futebol para os estados mais pobres. A mistura de futebol com política do partido governista, ARENA, não deu certo. Contudo, em cal e pedra foram erguidos vários estádios pelo país afora.
​Novamente, o país foi balançado na conquista de sediar a Copa do Mundo 2014, todavia fecharam os olhos para os resultados da África do Sul, inventando novos estádios a preço de ouro! A partir desta semana, deverão consumir mais dinheiro público, para mantê-los operando até porque, o exemplo do Estádio Mané Garrincha mostra não ter times para jogarem. A farra futebolística tem custo total em torno de 33 bilhões de reais, e nesse custo vultoso, nossa ‘canarinha’ desmoralizou todos, amargando histórica lavagem de 7 x 1 da campeã Alemanha e, 3 x 0 da Holanda, ou seja: dez gols em duas partidas.
​Os paquidermes brancos, com serviços a remendar em suas estruturas, estão aí para quem quiser olhar de longe, sim, porque ainda vai consumir mais verba pública para ficar conclusa, ainda de pouca serventia à população. No futuro, nossos filhos e netos terão de suportar os encargos de uma Copa do Mundo desastrosa e sem taça!
​ ​​​​​
(*) Advogado e desembargador aposentado

Criação de Sites e Comunicação Digital: Agência Qualitare