http://blogs.band.com.br/marcondesbrito

Sidebar
22
DE julho
DE 2015

Júlio Baptista detona Marcelo Oliveira e depois liga pra pedir desculpas

postado por Marcondes Brito em Sem categoria

22
DE julho
DE 2015
64

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

“Sofri uma lesão, operei o joelho e hoje só penso na minha recuperação. Quero ficar mais seis meses e tenho a certeza de que posso ajudar. Tenho uma história e um potencial muito grande. Com o técnico anterior, não tive as chances que merecia. Peguem meus números e vejam o que fiz. Tinha números para ser titular, mas Marcelo não pensava assim. Fiquei muito chateado, porque era a peça mais importante do projeto do Alexandre Mattos. Fui acostumado à seriedade e todos os projetos a que me propus foram importantes e funcionaram. Aqui no Cruzeiro, não aconteceu. Em dois anos, tive poucas oportunidades de ser titular. Não fui respeitado como deveria. A verdade é que o Marcelo não me queria e o próprio Alexandre me disse isso. Vim contra a vontade dele. O Marcelo fazia tudo para me queimar com a torcida. Ele era uma pessoa que não olhava nos olhos, usava dois pesos e duas medidas. Nunca recebi um dirigente na minha casa até receber o Alexandre Mattos, pelo projeto que tinha para mim. Mas no clube foi tudo diferente do que ele falou. O que Marcelo fez comigo foi palhaçada. Ele não é um cara honesto, conseguiu brigar até com o Tinga, o cara mais tranquilo que conheci. Com Dagoberto, com Souza e com muitos outros atletas. Ele me escalava no segundo tempo de um jogo, eu entrava bem, fazia gols e no jogo seguinte era reserva. Nem sequer me olhava nos olhos ou me dizia os motivos de eu não ser titular. Aguentei calado muito tempo, mas não era esse o projeto que o Alexandre me prometeu”, Júlio Baptista, numa entrevista ao jornal O Estado de Minas.julio
A RESPOSTA DE MARCELO OLIVEIRA
“Tenho tranquilidade no desempenho do meu trabalho, mas confesso que me surpreendi e lamentei algumas situações. Minha filha ligou pra falar da reportagem, mas eu tenho convicção de que sempre agi corretamente com ele e com todos. Algumas vezes pensei em usá-lo mais à frente, como atacante, mas o Júlio preferia disputar a posição no meio. Ele disputou um lugar no time com o Ricardo Goulart, que foi eleito duas vezes o melhor jogador do Campeonato Brasileiro. No aspecto pessoal, sempre tivemos uma relação boa. Ele foi no casamento da minha filha, e até subiu no palco para cantar. Eu fui no aniversárioo da filha dele. Recentemente, cerca de 3 meses atrás, nos encontramos casualmente num restaurante, sentamos juntos, tomamos um vinho. Ele até já me ligou pra dizer que foi mal interpretado pelo repórter, coisa e tal. É isso. O futebol é assim”, Marcelo Oliveira, ao canal ESPN.

17
DE julho
DE 2015

A crise é tão braba por aqui que até o pato e o ganso ‘naufragaram’

postado por Marcondes Brito em Sem categoria

17
DE julho
DE 2015
7

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

O São Paulo deve receber nos próximos dias uma proposta para negociar Paulo Henrique Ganso. Desta vez, os interessados são os norte-americanos do Orlando City, e certamente por indicação de Kaká, que passou a admirá-lo. Kaká costumava dizer que Ganso era uma espécie de Google dentro de campo, aquele que procurava e sempre encontrava respostas e soluções para todos os problemas
O São Paulo, que continua buscando recursos para tapar os buracos na sua contabilidade, fará qualquer negócio para livrar-se de Paulo Henrique Ganso., que, na verdade, não está jogando nada.
É uma situação muito parecida com a de Alexandre Pato, cujo passe pertence ao Corinthians, e o presidente Roberto Andrade, já disse que não pode perder a chance de vendê-lo nesta janela de transferência da Europa. A janela vai até agosto e o tempo está passando.
Paulo Henrique Ganso e Alexandre Pato são dois jogadores que um dia já foram chamados de craques, já foram geniais, e até despertaram, nos bons tempos, o interesse dos maiores clubes do mundo.
Eles não desaprenderam de jogar futebol. Ninguém desaprende. Eles são vítimas da catástrofe brasileira. Ninguém escapou dessa pane coletiva que atingiu o nosso futebol. Aqui, além dos problemas administrativos, corrupção e má gestão, falta comando e falta preparo técnico e psicológico.
É difícil admitir, mas o pato e o ganso naufragaram.FullSizeRender (5)

25
DE maio
DE 2015

Oswaldo de Oliveira e Tite, cada um ‘chora’ à sua maneira

postado por Marcondes Brito em Sem categoria

25
DE maio
DE 2015
7

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

“Claro que incomoda, principalmente porque os jogadores se esforçaram para tentar a vitória”, explicou. “Temos de saber reverter essa situação. Normal que aconteça isso, pois 20 clubes disputam a competição. Vamos ter altos e baixos durante todo o campeonato”, Oswaldo de Oliveira, sobre a falta de vitórias no Brasileirão.

“Aqui no Brasil é assim: a cada seis meses nós somos obrigados a fazer modificações no time e no elenco. É inevitável. As pessoas acham que o técnico tem superpoderes. É bom o torcedor compreender que há uma hierarquia. Acima de mim existe um executivo de futebol, diretores de futebol e o presidente. O que for melhor para o Corinthians, o técnico se ajusta. Não é o técnico quem determina”, Tite, sobre as saídas de Guerrero e Emerson Sheik.FACETITE-COR-X-OSWALDO-PALM

24
DE maio
DE 2015

Palmeiras e Fla que se cuidem: Verdão é o Goiás e rubro-negro é o Sport

postado por Marcondes Brito em Sem categoria

24
DE maio
DE 2015
14

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Três rodadas é muito pouco para fazer prognósticos, mas este Brasileirão de 2015 começa a revelar algumas novidades bem interessantes. Nós estamos vendo, por exemplo, que o verde do Palmeiras tem brilhado menos do que o verde do Goiás e até mesmo da Chapecoense, que ocupam a parte de cima da tabela, enquanto o milionário time paulista escapou por pouco de entrar na zona de rebaixamento.
Da mesma forma que o vermelho e preto do Flamengo foi superado por dois outros rubro-negros, o Atlético-PR e o Sport Recife.
Os clubes grandes, aqueles mais tradicionais, precisam reagir imediatamente, sob pena de perderem prestígio na hierarquia do futebol nacional. Já passou o tempo em que se ganhava jogos e títulos apenas com o peso de uma camisa tradicional.
É lógico que até a 38a rodada, em dezembro, muita água ainda vai passar debaixo da ponte. Só chega bem no final do ano quem tem fôlego, quem tem elenco, quem tem “lenha pra queimar”.
Até o Cruzeiro, bicampeão nacional – que poupa os titulares para a guerra da Libertadores – precisa abrir o olho porque já vimos esse filme antes. Muitos já cairam nessa armadilha e contabilizaram dissabores e prejuízos.

22
DE maio
DE 2015

Miguel Aidar ‘escorrega’ quando tenta comparar Osório a Guardiola

postado por Marcondes Brito em Sem categoria

22
DE maio
DE 2015
0

Comentário

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

“Nem Pep Guardiola tem o currículo de Juan Carlos Osório”, a frase é do presidente do São Paulo Carlos Miguel Aidar, tentado valorizar o treinador que o clube está prestes a contratar.
Osório, que é um estudioso de futebol, tem no seu currículo os titulos da Major League Soccer (Conferencia Leste 2008), o Campeonato Colombiano de 2010 e 2012, a Apertura 2013 e 2014, a Superliga Colombiana 2012 e a Copa Colômbia: 2013.
É um bom currículo? Sim, é um currículo razoável para os padrões regionais. Mas se ele quiser se comparar com Pep Guardiola vai levar um banho.
O treinador que acabou de conquista do título alemão pelo Bayern de Munique, contabiliza um título a cada 19,89 jogos. É a maior média da história, segundo o levantamento do jornal inglês Daily Mail.images

19
DE maio
DE 2015

Vitória-BA, campeão sub-17, é um exemplo no trabalho de base neste país

postado por Marcondes Brito em Sem categoria

19
DE maio
DE 2015
5

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Acabou há pouco a Copa do Brasil Sub-17 e o Vitória da Bahia foi campeão ao derrotar o Botafogo nos pênaltis, no Engenhão, depois de marcar 3×1 no tempo normal (havia perdido pelo mesmo placar em Salvador, no jogo de ida). A base do Vitória já foi finalista desta competição em duas oportunidades com a categoria sub-20, faturando a edição de 2012.
Isso mostra que o pessoal da ‘Boa Terra’ está trabalhando direitinho com os seus jovens atletas, Não há outra saída para o futebol brasileiro: é preciso incentivar a revelação de talentos. Alguns cobram providências da CBF, mas essa responsabilidade é dos clubes e ela é intransferível.
O time do Botafogo também é promissor. E, no Vitória, tem um camisa 9, o Eron, que vai explodir logo, logo. FullSizeRender (1)

Criação de Sites e Comunicação Digital: Agência Qualitare