http://blogs.band.com.br/marcondesbrito

Sidebar
22
DE novembro
DE 2012

Definitivamente, o fracasso subiu à cabeça de Mano Menezes

postado por Marcondes Brito em Futebol, Seleção Brasileira

22
DE novembro
DE 2012
63

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Charge: marioalbertoblog.blogspot.com

Prestem atenção nessa declaração do técnico Mano Menezes, minutos após o Brasil conquistar o bicampeonato do Superclássico das Américas, diante da Argentina:

“Alguns jogadores deram resposta positiva individualmente falando, então eu saio contente pois nós fizemos um bom ano. A Seleção cresceu. O torcedor começa a enxergar a Seleção seja com que formação, o comportamento que ele quer ter de uma Seleção em um grupo vencedor, e é isto que a gente leva para encerrar esse ano”.

Definitivamente, o fracasso subiu à cabeça do sr. Luiz Antônio Venker Menezes. Ele completou ontem 33 jogos no comando da seleção, sendo 21 vitórias, 6 empates e 5 derrotas. Isso dá uma média de 69,7% de aproveitamento (veja abaixo o histórico dos seus antecessores mais recentes). Olhando o número assim friamente, até parece que está tudo bem, mas não está não. O Brasil, pentacampeão do mundo, atingiu em outubro a sua pior colocação no ranking (14º lugar), desde que a Fifa passou a fazer essa aferição, em 1993. Melhorou em novembro, subiu para 13º , mas está atrás de países sem tradição alguma, tipo Portugal, Colômbia, Croácia e Grécia.

O índice de aproveitamento de Mano Menezes foi “inflado”  em jogos amistosos contra adversários inexpressivos como China (8×0) e Iraque (6×0). Mas, até hoje, quando enfrentamos equipes do primeiro escalão, perdemos todas: Argentina (0×1 e 3×4), França (0×1) e Alemanha (2×3).

Fracassamos miseravelmente na Copa América, mas isto foi no ano passado. Mano está querendo nos convencer que este ano é que foi bom. E olha que em 2012 perdemos a melhor oportunidade de todos os tempos de conquistar a medalha de ouro dos Jogos Olímpicos.

Fala sério, né Mano Menezes!!!

Nova promoção do blog: vamos sortear a camisa do campeão Mundial de Clubes. Vai dar Corinthians ou Chelsea? Quem sabe o Monterrey? É só seguir @marcondesbrito no Twitter. Clique aqui.

03
DE junho
DE 2012

Vamos tirar lições dessa derrota. Mas é bom Mano abrir o olho!

postado por Marcondes Brito em Futebol, Seleção Brasileira

03
DE junho
DE 2012
60

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Depois de duas vitórias seguidas diante de Dinamarca e EUA, a derrota da seleção brasileira para o México serve pelo menos de lição: ainda falta arrumar esse time que vai brigar pela medalha olímpica.

E também não é hora de cornetar Mano Menezes, por mais que a cúpula da CBF tenha a intenção de vê-lo pelas costas. Mas ele (Mano) sabe que se perder o próximo amistoso contra a Argentina, pode começar a balançar.

Acompanhei Mexico 2×0 Brasil do começo ao fim  postando mais de 40  comentários rápidos no Twitter. Se você quer saber a minha opinião sobre o jogo, leia nos prints abaixo (inclusive algumas rettwitadas que considerei interessantes), de baixo para cima.

SIGA O BLOG NO TWITTER E CONCORRA A ESTE TABLET>>>

26
DE maio
DE 2012

A vitória da seleção na visão da midia dinamarquesa

postado por Marcondes Brito em Futebol, Seleção Brasileira

26
DE maio
DE 2012
55

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Não tive tempo de assistir a vitória da seleção sobre a Dinamarca. Vi somente os gols. E deu pra perceber pelo menos duas coisas:

  1. Temos um time forte para as Olimpíadas, mas não para a Copa do Mundo. Podemos ganhar o ouro com essa molecada ai, apesar de Mano Menezes.
  2. Hulk está pedindo vaga no ataque. É um jogador forte – estilo Adriano, nos bons tempos – e muitissimo valorizado no mercado europeu. Isso já explica tudo.

Mas  como não pude ver os 90 minutos, recorro à midia dinamarquesa pra  tentar identificar que impressão o Brasil conseguiu passar. Neste caso, o Google Tradutor é ferramenta indispensável para extrair observações do jornal Folkebladet:

  • O técnico Morten Olsen  reconheceu que a Dinamarca não tem a chance de causar estragos  na Eurocopa, enfrentando equipes como  Alemanha, Portugal e Holanda. E justificou a derrota para o Brasil: “Tivemos três grandes erros individuais e sabemos que se isso acontecer na Eurocopa não teremos chances no torneio”, declarou. Não é a primeira vez nos últimos anos que Dinamarca perde por causa de erros individuais. Aconteceu  fora de casa contra Portugal e Escócia. “Se pensarmos de volta para uma única partida contra Portugal, é verdade, mas não temos feito isso desde então e é algo que nós como uma equipe foi abordada”, disse Morten Olsen. O técnico reconheceu que a equipe tem muito a melhorar, antes do último teste  para a  Eurocopa (joga sábado contra a Austrália em busca de uma melhor engrenagem). “Há algo para trabalhar , mas temos de viver com o fato de que perdemos um amistoso. O importante é o jogo de estréia com a Holanda “, disse Morten Olsen, acrescentando que a derrota de hoje foi injusta para sua equipe: “É estranho dizer que você perdeu  quando teve mais chances do que o adversário”.

E como cada um puxa a brasa para a sua sardinha, Mano Menezes pensa completamente diferente do técnico dinamarques: “Acho que a gente fez um excelente início de jogo. Marcamos bem, saímos tocando. Nos posicionamos bem para fazer isso. O resultado é extremamente positivo e alentador.  No segundo tempo sabíamos que enfrentaríamos mais dificuldade. O time deles é o décimo do mundo, vai jogar a Eurocopa em alguns dias. Os jogadores mais jovens encararam com  naturalidade”, declarou Mano, aliviado pela sobrevida que ganhou no cargo.

E bola pra frente.

SIGA O BLOG NO TWITTER E CONCORRA A ESTE TABLET >>>>

14
DE maio
DE 2012

Neymar, sozinho, vale mais que a metade dos convocados por Mano

postado por Marcondes Brito em Futebol, Seleção Brasileira

14
DE maio
DE 2012
107

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Charge: rivailartdigital.wordpress.com

Uma estimativa de valor de marcado  feita pela Pluri Consultoria revela a distância que separa o superastro Neymar dos seus companheiros de seleção brasileira. Segundo esse estudo, os 23 jogadores convocados na última sexta-feira valem, juntos, R$ 996 milhões  - ou o equivalente a € 386  milhões.

O levantamento aponta Neymar, do Santos, como o nosso craque mais valioso (R$ 137,5 milhões), seguido por Daniel Alves (R$ 88 mi), Hulk (R$ 88 mi) e Thiago Silva (R$ 83 mi). Já Bruno Uvini (São Paulo/Totteham) tem o passe estimado  em R$ 3,8 milhões e é  o mais barato de todos. O curioso é observar que  Neymar, sozinho, vale mais do que a metade dos 22 jogadores convocados por Mano Menezes. Se você preferir outra comparação, Neymar, hoje, vale mais que a soma de Paulo Henrique Ganso e Lucas.

E como há informações de que o Barcelona deve desembarcar no Brasil depois das Olimpíadas de Londres para fazer nova proposta por Neymar, é possível que o seu valor real seja recalculado. Ou, na últimas das hipóteses, o Santos se veja obrigado a aumentar um pouquinho mais o seu salário que já supera os R$ 3 milhões/mês.

SIGA O BLOG NO TWITTER E CONCORRA A ESTE TABLET >>>>

28
DE abril
DE 2012

Guardiola na seleção? Nunca um estrangeiro foi campeão do mundo

postado por Marcondes Brito em Futebol, Seleção Brasileira

28
DE abril
DE 2012
21

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Só um lembrete para aqueles que defendem Pep Guardiola, o super vitorioso técnico do Barcelona, no comando da seleção brasileira: nunca um técnico estrangeiro ganhou qualquer titulo mundial por alguma seleção de outro país.

Particularmente acho que não funciona. Aqui no Brasil, então, Guardiola não resistiria a uma sequência negativa como esta que Mano Menezes está vivendo atualmente. O problema da seleção brasileira não é de técnico, é de craques. Ganhamos Copa do Mundo até com Vicente Feola, que, segundo a lenda, cochilava no banco de reservas.

Então, vamos rezar muito para essa geração de Neymar, Lucas e Ganso amadurecer e brilhar. Basta isso.

TODOS OS TÉCNICOS CAMPEÕES DO MUNDO

1930 Alberto Suppici (Uruguai)
1934 Vittorio Pozzo (Itália)
1938 Vittorio Pozzo (Itália)
1950 Juan López Fontana (Uruguai)
1954 Sepp Herberger (Alemanha)
1958 Vicente Feola (Brasil)
1962 Aymoré Moreira (Brasil)
1966 Alf Ramsey (Inglaterra)
1970 Zagallo (Brasil)
1974 Helmut Schön (Alemanha)
1978 César Luis Menotti (Argentina)
1982 Enzo Bearzot (Itália)
1986 Carlos Bilardo (Argentina)
1990 Franz Beckenbauer (Alemanha)
1994 Carlos Alberto Parreira (Brasil)
1998 Aime Jacquet (França)
2002 Luiz Felipe Scolari (Brasil)
2006 Marcello Lippi (Itália)
2010 Vicente del Bosque (Espanha)

> SIGA O BLOG NO TWITTER E CONCORRA A 5 RELÓGIOS ESTILIZADOS DA BAND

28
DE março
DE 2012

Conselho a Mano Menezes: “Se beber não dirija a seleção”

postado por Marcondes Brito em Futebol, Seleção Brasileira

28
DE março
DE 2012
26

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Coitado de Mano Menezes. Como se não bastasse a má fase da seleção brasileira sob o seu comando, ainda teve essa notícia da Lei Seca, no Rio, que até ganhou destaque nos jornais da Europa.

Foi, sem dúvida, um péssimo exemplo dado pelo técnico da nossa seleção, que é garoto-propaganda da Kaiser. E, no mínimo, vai reforçar o argumento da Comissão Especial sobre o Consumo Abusivo de Bebida Alcoólica, da Câmara dos Deputados, que tenta impedir os fabricantes de cerveja de fazer propaganda de seus produtos antes das 23 horas.

Pelo texto do relatório, também fica proibida a venda de bebidas em postos de gasolina e a até 100 metros de estabelecimentos de ensino, além da proibição expressa para a venda de bebida alcoólica em eventos esportivos.

Falta incluir no relatório uma proibição especial para a venda de cerveja nas proximidades da concentração da seleção brasileira. Se beber, Mano Menezes deve ser proibido de dirigir qualquer coisa.

> SIGA O BLOG NO TWITTER E CONCORRA A 10 INGRESSOS DA F-INDY 300 EM SP

21
DE dezembro
DE 2011

Excesso de sinceridade pode complicar Sanchez na CBF

postado por Marcondes Brito em Futebol, Seleção Brasileira

21
DE dezembro
DE 2011
67

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Andrés Sanchez pode ter vida curta na CBF. Antes mesmo de assumir o cargo de diretor de seleções, ele entrou de sola no presidente Ricardo Teixeira, criticando o seu longo tempo de mandato:
“Ele tem coisas erradas e coisas boas. Eu só acho que tem um limite pra se ficar [no cargo]. Ele, infelizmente, talvez passou desse limite”, disse o corinthiano com o seu exarcebado excesso de sinceridade.
Depois tentou corrigir, defendendo Teixeira das acusações que o perseguem há muitos anos:
“Agora, ele tem coisas boas e coisas ruins. Mas provaram? Será que a Justiça é tão incompetente que não prende o cara? Há dez anos estão falando que ele rouba, que ele é ladrão, que tem esquema e não prendem o cara? Não tiram o cara? Como me chamam de muitas coisas que eu sei que não sou, hoje também respeito o próximo”, destacou.
Em seguida, deu uma opinião equivocada sobre a convocação de atletas para a seleção:
“Acho que a maioria dos jogadores tem que ser de brasileiros. Da Europa, só fora de série. Por quê? Porque você consegue treinar mais, trabalhar mais, ter mais conjunto”.
Ora, meu caro Andrés Sanchez, esse é o tipo de coisa que não pode ter regras pré-estabelecidas. Quem convoca é o técnico, não o diretor. E se Neymar, Ganso e Lucas – só pra citar três jovens que provavelmente estarão na Copa-14 – forem jogar na Europa, quem vai ter coragem de deixá-los de fora?

* RECEBA POR E-MAIL AS ATUALIZAÇÕES DESTE BLOG

* SIGA O BLOG “FUTEBOL ETC” NO TWITTER

14
DE novembro
DE 2011

Desculpa, Mano, quem brilhou na seleção foi Ney Franco

postado por Marcondes Brito em Futebol, Seleção Brasileira

14
DE novembro
DE 2011
11

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Nos jornais de Valência, todo o brilho para o atacante Jonas, autor de 2 gols

No último amistoso do ano, a seleção brasileira superou mais um “pato morto” (2×0 no Egito) e encerrou a temporada de 2011 com 66,6% de aproveitamento. Olhando apenas os números, talvez alguém ouse afirmar que foi uma boa temporada para o Brasil. Sim, porque Dunga, o antecessor, teve um aproveitamento de 70,37% em 18 jogos em 2007, seu primeiro ano na mesma cadeira.
Mas quem salvou Mano Menezes foi a CBF. Depois de perder para Argentina, França e Alemanha, três seleções do primeiro escalão, o presidente Ricardo Teixeira marcou os últimos jogos da temporada contra adversários inexpressivos, somente para melhorar esses números e, aliviar a pressão sobre Mano. A partir dai tentar recomeçar o trabalho em 2012 com um pouco mais de tranquilidade.
Ainda bem que o time ganhou. Um tropeço contra Gabão ou Egito poderia significar a queda do treinador: “Tivemos um primeiro semestre com mais dificuldades. Na segunda parte do ano, a seleção começou a encaixar uma ideia de como deve jogar, com formação definida”, disse o treinador.
Com todo respeito, meu caro Mano, foi um ano praticamente perdido. O fracasso na Copa América é injustificável, principalmente pela forma como aconteceu. Se tivesse conquistado o torneio sul-americano e perdido todos os amistosos, poderiamos contabilizar algum mérito ao seu trabalho.
Se houve alguém que brilhou na Comissão Técnica da seleção brasileira este ano foi o seu auxiliar Ney Franco, campeão sul-americano e campeão mundial sub-20. Não se engane, Ney Franco virou uma sobra para Mano Menezes dentro da CBF. Ao menor sinal de crise, de fracasso, os cartolas saberão que ele tem cacife para uma interinidade. Ou algo mais.
Vamos em frente porque 2012 promete ser um pouquinho melhor.

* RECEBA POR E-MAIL AS ATUALIZAÇÕES DESTE BLOG

* SIGA O BLOG “FUTEBOL ETC” NO TWITTER

28
DE outubro
DE 2011

Estrangeiros x Domésticos: qual a melhor seleção brasileira?

postado por Marcondes Brito em Futebol, Seleção Brasileira

28
DE outubro
DE 2011
15

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

A seleção brasileira que ganhou o Superclássico das Américas era formada só por jogadores domésticos. Já o time que vai enfrentar Gabão e Egito terá somente estrangeiros. Qual das duas formações é melhor, na sua opinião?
Com a ajuda do editor de arte José Proença, montei este gráfico para uma hipotética disputa entre Estrangeiros e Domésticos. Os lesionados Júlio César e Paulo Henrique Ganso estão ai “escalados”, reforçando as duas equipes.
Acho que o time de gringos tem uma defesa bem melhor, todos praticamente titulares na preferência de Mano Menezes. Do meio para frente, a turma da casa tem mais talento. Penso que Neymar, Ganso e Leandro Damião, pelo menos estes, estarão na Copa-14.
De qualquer forma, seria um bom duelo. Melhor ainda se tivermos um técnico capaz de misturar tudo na mesma sacola e montar um time de verdade. Se esse técnico atende pelo nome de Mano Menezes não importa. Torço para que ele acerte a mão. Mas se continuar fazendo bobagens, cheio de indecisões, vamos esperar que a CBF saiba o momento certo de mudar.

* RECEBA POR E-MAIL AS ATUALIZAÇÕES DESTE BLOG

* SIGA O BLOG “FUTEBOL ETC” NO TWITTER


08
DE outubro
DE 2011

Todo jogo passou a ser decisivo para Mano

postado por Marcondes Brito em Futebol, Seleção Brasileira

08
DE outubro
DE 2011
24

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

A esta altura, o discurso inicial de Mano Menezes, aparentemente despreocupado com resultados, mudou completamente. Ele não resistirá a uma sequencia de derrotas, ainda mais diante de adversários inexpressivos como a Costa Rica.
Ainda bem que o Brasil ganhou. Foi um jogo muito chato no primeiro tempo, mas bem movimentado no segundo. A seleção não teve vida fácil. A Costa Rica jogou como se fosse valendo 3 pontos e abusou do jogo bruto.
Tive a maior boa-vontade para tentar encontrar virtudes no time ou em algum atleta brasileiro. Foi dificil. Ninguém se destacou. Neymar fez o gol, acertou um bom chute na trave. É pouco pra ele. Ronaldinho talvez tenha sido importante apenas para impor respeito ao adversário, mas não desequilibra.
Para estreantes como Fábio e Luiz Gustavo, é dificil saber se agradaram ou se voltarão a ser lembrados. Para atacantes como Hulk e Jonas, ficou a sensação de que náo houve tempo pra mostrar serviço.
Foi bom para Mano Menezes, que engrenou duas vitórias seguidas. E a vida segue pra ele sem maiores sobressaltos.

123»
Criação de Sites e Comunicação Digital: Agência Qualitare