http://blogs.band.com.br/marcondesbrito

Sidebar
05
DE julho
DE 2013

10 soluções para mudar o Brasil e atender ao grito das ruas

postado por Marcondes Brito em O Brasil que o Brasil não vê

05
DE julho
DE 2013
28

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Com permissão dos leitores, vou fugir um pouco do futebol – até para justificar o “etc” do título do blog – para transcrever 10 soluções propostas pelo Primeiro Ministro da China, Wen Jiabao, para mudar o Brasil. As sugestões teriam sido publicadas há mais de um ano, no blog do saudoso e inesquecível companheiro Joelmir Beting. São propostas radicais, mas algumas delas atenderiam os anseios do povo que tem ido às ruas para lutar por um país melhor.
Durante uma de suas conversas com a Presidente Dilma e seus ministros, Wen foi enfático no que ele chama de “Solução para os paises emergentes”, que são os casos de Brasil, China, Índia e outros que entraram em grande fase de crescimento nos últimos anos, sendo a China a líder absoluta nessa fila.
Ao invés desse nhenhenhen ridículo de plebiscito, veja resumidamente o que propõe o líder chinês:

87e3ef76c0

1Pena de morte para crimes hediondos comprovados - Um governo tem que deixar de lado a hipocrisia quando toca neste assunto, um criminoso não pode ser tratado como celebridade, criminosos reincidentes já tiveram sua chance de mudar e não mudaram, portanto, não merecem tanto empenho do governo, nem a sociedade honesta e trabalhadora merece conviver com tamanha impunidade e medo.

2Punição severa para políticos corruptos - É estarrecedor saber que o Brasil tem o 2º maior índice de corrupção do mundo, perdendo apenas para a Nigéria, porém, comparando os dois países o Brasil está em uma situação bem pior, já que não pune nenhum político corrupto como deveria, o Brasil é o único país do mundo que não tem absolutamente nenhum político preso por corrupção.

3Quintuplicar o investimento em educação – Um país que quer crescer precisa produzir os melhores profissionais do mundo e isso só é possível quando o país investe no mínimo 5 vezes mais do que o Brasil tem investido hoje em educação, caso contrário, o país fica emperrado.

4Redução da carga tributária e reforma tributária imediata – A China e outros países desenvolvidos como os EUA já comprovaram que o crescimento do país não necessita da exploração das suas indústrias e empresas em geral, bem pelo contrário, o estado precisa ser aliado e não inimigo das empresas.

5Redução de pelo menos 80% dos salários dos políticos – O Brasil tem os políticos mais caros do mundo, isso ocorre pela cultura da malandragem instalada após a democracia desorganizada que tomou posse a partir dos anos 90 e pela falta de regras no quesito salário do político. O político precisa entender que é um funcionário público como qualquer outro.

6Desburocratização imediata – O Brasil sempre foi o país mais complexo em matéria de negociação, segundo Wen, a China é hoje o maior exportador de manufaturados do mundo, ultrapassando os EUA em 2010 e sem nenhuma dúvida, a China e os EUA consideram o Brasil, o país mais burocrata, tanto na importação, quanto exportação.

7Recuperação do apagão de investimentos dos últimos 50 anos – O Brasil sofreu um forte apagão de investimentos nos últimos 50 anos, isso é um fato comprovado, investimentos em infraestrutura, educação, cultura e praticamente todas as demais áreas relacionadas ao estado, isso impediu o crescimento do país e seguirá impedindo por no mínimo mais 50 anos se o Brasil não tomar atitudes fortes hoje.

8Investir na mudança da cultura do povo – A grande massa do povo brasileiro não acredita mais no governo, nem nos seus políticos, não respeita as instituições, não acredita em suas leis, nem na sua própria cultura. Portanto, o Brasil precisa investir na cultura brasileira, iniciando pelas escolas, empresas, igrejas, instituições públicas e assim por diante

9Investir em ciência e tecnologia imediatamente – Proporcionalmente, o Brasil investe menos de 8% do que a China em ciência e tecnologia, isso começou a ter forte reflexo no país nos últimos 5 anos, quando o Brasil passou a crescer e aparecer no mundo como um país emergente e que vai crescer muito a partir de agora, porém, não tem engenharia de qualidade, não tem medicina de qualidade, tecnologia de qualidade, não tem profissionais com formação de qualidade para concorrer com os países desenvolvidos.

10Menoridade penal e trabalhista a partir dos 16 anos – O Brasil é um dos poucos países que ainda possuem a cultura de tratar jovens de 15 a 18 anos como crianças, não responsáveis pelos seus atos. Além do que, essa contradição hipócrita da lei, serve apenas para criar bandidos perigosos, que ao atingirem 18 anos, estão formados para o crime, já que não puderam trabalhar e buscaram apenas no crime sua formação.

12
DE outubro
DE 2012

Timão e Fla disputam espaço em todos os cantos do país

postado por Marcondes Brito em Futebol, O Brasil que o Brasil não vê

12
DE outubro
DE 2012
102

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Numa rápida passagem pelo tradicional mercado Ver o Peso, agora à tarde, em Belém, um curioso flagrante que tentei documentar com a câmera do celular. Uma bandinha tocava o hino do Corinthians e um torcedor do Flamengo, em protesto, ficou de costas para os músicos.
Haroldo Nobre, diretor comercial da RBA-TV(afiliada Band no Pará), me disse que os flamenguistas são maioria na cidade – só perdem naturalmente para Remo e Psisssndu. Mas que a torcida do Corinthians cresce a cada dia na região.

15
DE julho
DE 2012

Ex-atletas e subcelebridades juntam-se aos candidatos bizarros na busca pelo voto

postado por Marcondes Brito em Futebol, O Brasil que o Brasil não vê

15
DE julho
DE 2012
28

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Todo ano de eleição é a mesma coisa: ex-atletas, palhaços, subcelebridades e muitos candidatos com os nomes mais bizarros possíveis correm atrás do voto, na tentativa de iniciar uma carreira parlamentar. Claro, são candidatos legítimos e alguns exemplos de sucesso servem para encorajá-los, como os deputados Romário e Tirica que hoje dividem holofotes em Brasília com os Malufs e Demonstenes da vida.

Este ano, na campanha municipal em São Paulo, Macelinho Carioca (que teve mais de 60 mil votos para deputado em 2010), vai tentar uma cadeira de vereador. Quer votos de corinthianos, mas acha que torcedores de outros clubes também vão clicar no seu nome.

No Rio de Janeiro, o ex-jogador Andrade (campeão brasileiro como técnico do Flamengo em 2009), não conseguiu arrumar um bom emprego e busca um lugar na Câmara Munucipal. O atacante Túlio, perto de completar 1.000 gols em times (e jogos) de quinta categoria, também estava inscrito como candidato, mas prudentemente decidiu sair de cena quando o seu nome apareceu na mídia como um dos beneficiários do bicheiro Carlinhos Cachoeira.

E tem, naturalmente, as subcelebridades – aquelas pessoas que pensam que são celebridades, mas não são – como a Mulher Pera (a loira da foto acima), a Mulher Melão, o ex-BBB Serginho, e Kiko do KLB. Todo mundo quer uma “boquinha” na Câmara. Juntam-se a eles os candidatos de nomes bizarros, como Abraão do Queijo, Nice Diarista, Lixeiro, Vira lata, Gordinho da Paz e vários outros que concorrem em São Paulo. Clique aqui nesta reportagem do Band.com.br para conhecê-los melhor.

Dificil mesmo é a nossa situação, como eleitores. É duro escolher em quem votar. É melhor voltar a falar só de futebol.

* SIGA O BLOG NO TWITTER E CONCORRA A 2 CAMISAS DA SELEÇÃO OLÍMPICA>>

07
DE dezembro
DE 2011

Técnico do Arsenal apostaria  tudo em Neymar

postado por Marcondes Brito em Futebol, O Brasil que o Brasil não vê

07
DE dezembro
DE 2011
13

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

A noticia está na edição britânica do Metro: o francês Arsene Wenger, há 15 anos no comando do Arsenal, rendeu-se ao talento de Neymar:
“Não sei se ele é o novo Pelé, é muito cedo para falar isso, mas Neymar tem potencial para se transformar num dos grandes do futebol mundial. Se eu tivesse dinheiro, apostaria tudo na contratação desse atacante brasileiro”, disse.

Metro no Brasil: uma operação do Grupo Bandeirantes

Impressionante como Neymar – com apenas 19 anos – virou uma unanimidade no mundo do futebol. Impressionante também é a capilaridade e a força universal de circulação do jornal Metro, cuja operação, aqui no Brasil, é do Grupo Bandeirantes de Comunicação. 
No mundo, são mais de 7 milhões de jornais por dia e 17 milhões de leitores. No Brasil, são quase 500 mil exemplares em capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte e Porto Alegre.
Esta cena que você vê na foto acima, repete-se todos os dias nas ruas de 130 cidades, em 22 países. O Metro é, disparado, o maior jornal do Brasil e do mundo. Por isso mesmo, acaba de ganhar o Prêmio Caboré, um dos mais importantes da comunicação em nosso pais.

* RECEBA POR E-MAIL AS ATUALIZAÇÕES DESTE BLOG

* SIGA O BLOG “FUTEBOL ETC” NO TWITTER

17
DE agosto
DE 2011

Afinal, o futebol brasileiro está decadente ou não?

postado por Marcondes Brito em Futebol, O Brasil que o Brasil não vê

17
DE agosto
DE 2011
27

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Em junho, a ¨Four Four Two¨ preconizou que o futebol brasileiro estava decadente, acabado. Por aqui, a gritaria foi geral. A revista inglesa é uma das mais respeitadas publicações do mundo, e sua reportagens repercutem no meio futebolístico. A capa tinha ilustração com um escudo da CBF com a sigla trocada. As iniciais RIP no escudo significam, em inglês, ¨descanse em paz¨, numa alusão à morte do nosso futebol.

E agora que estamos vivenciando uma ameaça de crise, especialmente na seleção brasileira de Mano Menezes, vale a pena refletir sobre essa suposta decadência. Particularmente não concordo com a ¨Four Four Two¨. Prefiro dar razão ao ex-jogador Tostão, que escreve hoje em sua coluna na Folha de S. Paulo:

“Tenho esperança no jogador brasileiro. Em 1968, o Brasil levou também um baile da Alemanha. Eu estava em campo. Todos diziam que o futebol brasileiro estava ultrapassado. Dois anos depois, na Copa de 1970, o Brasil encantou o mundo”.

Na verdade, deveríamos estar muito mais preocupados com outros assuntos do nosso cotidiano e tratar o futebol apenas como lazer. O futebol não pode e não deve ser levado tão a sério. O Brasil sempre foi e sempre será um celeiro inesgotável de craques. Até a Copa de 2014 teremos tempo de formar um time competitivo para brigar pelo hexa. Não que isso seja uma obrigação. Não é não. Mas acredito que vamos brigar pelo título, apesar de estamos, hoje, apenas em 4º lugar no ranking da Fifa. Aliás, a perda da liderança nesse  ranking do futebol também é motivo de uma certa histeria por parte dos especialistas.

Eu não vejo, por exemplo, a mesma preocupação da população brasileira em relação à avaliação de risco financeiro do nosso País. Esta mesma que foi feita pela Standard and Poor’s (S&P) e que reduziu a nota da dívida pública dos Estados Unidos, algo inédito na história. A qualificação do crédito americano de longo prazo passou da nota máxima “AAA” para “AA+”, diante da crescente dívida e do pesado déficit no orçamento.

O Brasil, por esta classificação, tem a nota “BB+”. Isto significa dizer que não temos motivos para tripudiar da crise norte-americana. O Brasil ainda está longe das grandes potências mundiais. Isto, sim, pode afetar a minha, a sua, a nossa vida .

No futebol, não. Nessa brincadeira de jogar bola, nós somos “Primeiríssimo Mundo”. Os ingleses da revista ¨Four Four Two¨ podem cornetar, torcer contra, fazer o que quiserem, mas logo, logo daremos a volta por cima, apesar de Ricardo Teixeira e Mano Menezes.

Veja abaixo a Classificação da S&P e o Ranking da Fifa. Perceba que há pouca relação entre os países “bons de grana” e os  “bons de bola”:

CLASSIFICAÇÃO STANDARD AND POOR’S

País Classificação
Austrália AAA
Áustria AAA
Canadá AAA
Dinamarca AAA
Finlândia AAA
França AAA
Alemanha AAA
Reino Unido AAA
EUA AA+
Brasil BB+

O RANKING DA FIFA

País Pontuação
Espanha 15880
Holanda 15420
Alemanha 13050
Brasil 12021
Uruguai 11561
Inglaterra 1146-2
Portugal 10766
Itália 1059-2
Croácia 1033-1
Argentina 10136
09
DE março
DE 2011

Vai-Vai, Beija Flor campeãs. E daí?

postado por Marcondes Brito em O Brasil que o Brasil não vê

09
DE março
DE 2011
13

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

No Jornal da Band e em todos os telejornais, a noticia de destaque foi a conquista da Beija Flor, campeã do Carnaval Carioca. Ontem foi a Vai-Vai, vencedora aqui em São Paulo. Embora respeite a paixão de todas as torcidas carnavalescas, não consigo me empolgar com essas disputas.
Daqui a uma semana ninguém fala mais nesse assunto, nem no Rio, nem em São Paulo. No futebol, a verdadeira paixão nacional, é quase a mesma coisa. A torcida do time campeão festeja o título hoje, mas esquece a comemoração ao primeiro resultado negativo. O Fluminense, campeão brasileiro de 2010 – que anda capengando na Libertadores – que o diga…
É assim também no jornalismo, como definiu o escritor colombiano Gabriel García Márquez:
“Jornalismo é uma paixão insaciável que só se pode digerir e humanizar mediante a confrontação descarnada com a realidade… Ninguém que não tenha nascido para isso e esteja disposto a viver só para isso poderia persistir em uma profissão tão incompreensível e voraz, cuja obra termina depois de cada notícia, como se fora para sempre, mas que não concede um instante de paz enquanto não torna a começar com mais ardor do que nunca no minuto seguinte”.

* RECEBA POR E-MAIL AS ATUALIZAÇÕES DESTE BLOG
* SIGA O BLOG “FUTEBOL ETC” NO TWITTER

10
DE fevereiro
DE 2011

Romário falta futevôlei e faz discurso

postado por Marcondes Brito em Futebol, O Brasil que o Brasil não vê

10
DE fevereiro
DE 2011
10

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Na semana passada, o deputado federal Romário virou notícia porque faltou a sua primeira sessão legislativa para jogar futevôlei em Copacabana – um compromisso sagrado de toda quinta-feira à tarde.

Hoje foi diferente. O Baixinho fez o seu primeiro discurso para um plenário praticamente vazio. Houve tietagem dos poucos parlamentares que estavam na sessão, todos querendo uma foto ao lado do herói do tetra.

O discurso que leu defendia basicamente as suas promessas de campanha, sobretudo no que se refere a inclusão social dos jovens por meio do esporte e dos portadores de necessidades especiais.

Na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, Bebeto, outro ex-jogador – o parceiro de Romário naquele time que ganhou a Copa de 1994 – está levando a sério o seu mandato de deputado estadual e já apresentou três projetos. Ele quer obrigar as casas lotéricas a instalar detectores de metais; pleiteia desconto de IPVA para motoristas que não cometem infrações no trânsito; e quer obrigar escolas a fazer exames que detectem doenças e dependências químicas de alunos.

* RECEBA POR E-MAIL AS ATUALIZAÇÕES DESTE BLOG

* SIGA O BLOG “FUTEBOL ETC” NO TWITTER

31
DE janeiro
DE 2011

Romário esnoba ex-gabinete de Lula

postado por Marcondes Brito em O Brasil que o Brasil não vê

31
DE janeiro
DE 2011
15

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Quando foi sorteado com o gabinete 825, que foi usado pelo então deputado Luiz Inácio Lula da Silva, o futuro deputado federal Romário virou notícia nas editorias de política dos grandes jornais. Aquilo, para a mídia, parecia um sinal de sorte e de prestígio  para o Baixinho, que toma posse amanhã no Congresso Nacional, em Brasília.
Mas Romário não deu a mínima. Sua primeira providência foi procurar um gabinete qualquer que tivesse o número 11, o número da camisa que o imortalizou como artilheiro de 1.000 gols. Propôs e conseguiu uma troca com o deputado Romero Rodrigues (PSDB-PB), dono da sala 411.
Romário mostra que mantém estilo próprio e personalidade forte nessa nova carreira que inicia.

* RECEBA POR E-MAIL AS ATUALIZAÇÕES DESTE BLOG
* SIGA O BLOG “FUTEBOL ETC” NO TWITTER

17
DE outubro
DE 2010

Dilma quer voto de Ronaldo. Ele não dá

postado por Marcondes Brito em O Brasil que o Brasil não vê

17
DE outubro
DE 2010
8

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Deu no Radar Online, da Veja

O jantar que Ronaldo Fenômeno ofereceria a Dilma Rousseff na quinta-feira passada foi cancelado em cima da hora (no primeiro turno, Ronaldo já recebera José Serra para um jantar). Oficialmente, ambas as partes alegaram motivos de agenda para a desistência. O que de fato aconteceu: a campanha de Dilma exigiu uma declaração de apoio do Fenômeno. Ele não topou e o jantar dançou.

* RECEBA POR E-MAIL AS ATUALIZAÇÕES DESTE BLOG
* SIGA O BLOG “FUTEBOL ETC” NO TWITTER

123
Criação de Sites e Comunicação Digital: Agência Qualitare