http://blogs.band.com.br/marcondesbrito

Sidebar
24
DE fevereiro
DE 2012

Por ordem de Sanchez, Corintians abre guerra contra BMG

postado por Marcondes Brito em Futebol

24
DE fevereiro
DE 2012
89

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

BMG banca a maioria dos clubes do País

Andrés Sanchez continua dando as cartas no Corinthians. Nada se decide no clube sem o referendo do diretor de seleções da CBF. E foi por ordem de Sanchez que o vice-presidente  Luis Paulo Rosenberg resolveu bater pesado em Márcio Alaor, vice-presidente do Banco BMG.

Recorde-se que, numa entrevista à revista IstoÉ Dinheiro, Alaor explicou por que o banco recusou ser dono do naming rights da Arena do Corinthians: “O Itaquerão vai ser sempre Itaquerão. Ninguém vai chamar o estádio de BMGzão”, disse.

A reação de Rosenberg foi na canela: “Quem tem pressa come cru. O Corinthians tem tempo, a primeira parcela do financiamento (do BNDES) só vence em 2014. Então vamos negociar o naming rights com muita calma, tranquilidade, por mais que banquinhos de segunda categoria tentem falar, fazer pressão, nós vamos fazer no nosso tempo”.

As rugas do Corinthians com o BMG – maior patrocinador de clubes no futebol brasileiro – não são de hoje. Informa o colunista Lauro Jardim, da Veja Online, que Andrés Sanchez “cuspia marimbondo ao se referir a um certo `Ricardo` durante o desfile das escolas de samba no Rio de Janeiro. ‘Babaca’ e ‘funcionário de quinta’ foram alguns dos adjetivos usados na madrugada de terça-feira. Traduzindo a fúria: Andrés está irritado com Ricardo Guimarães, que é na verdade presidente do BMG, que nas últimas semanas teria travado a saída de Montillo do Cruzeiro e negou pagar pelo patrocínio master do clube”.

> SIGA O BLOG NO TWITTER E CONCORRA A 10 INGRESSOS DA F-INDY

24
DE fevereiro
DE 2012

Torcida quer saber qual é o verdadeiro Palmeiras

postado por Marcondes Brito em Futebol

24
DE fevereiro
DE 2012
30

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

O Palmeiras parecia engrenado e em paz. Nos jornais, durante a semana, algumas teorias tentaram definir este  novo momento: “O fim dos problemas tem a ver com a nova atitude do técnico Luiz Felipe Scolari. O treinador se cansou da eterna guerra política que vive o Palmeiras e virou apenas treinador de futebol”, avaliou a Folha de S.Paulo.

Isso encheu a torcida de otimismo. Encheu também o Pacaembu para o jogo contra o Oeste, um dos times ameaçados de rebaixamento neste Paulistão. Mas o que se viu em campo foi uma lástima. O próprio Felipão admitiu que seu time foi amplamente dominado e mereceu perder.

Se não perdeu, deixou o Corinthians isolado na liderança. E isso aumentou ainda mais a frustração da  torcida, que vaiou jogadores e comissão técnica ao final do jogo. O palmeirense amanheceu hoje com gosto de “sexta-feira de cinzas”. Acordou de ressaca. É muito dificil saber qual é o verdadeiro Palmeiras. Se for este que levou um banho de bola do Oeste, desculpe o trocadilho, mas tem tudo para ser um time sem Norte em 2012.

Suponho que ainda faltam os “camarões”.

> SIGA O BLOG NO TWITTER E CONCORRA A 10 INGRESSOS DA F-INDY

Criação de Sites e Comunicação Digital: Agência Qualitare