http://blogs.band.com.br/marcondesbrito

Sidebar
22
DE maio
DE 2011

Na 1ª rodada, Paulistas 10×6 Cariocas

postado por Marcondes Brito em Futebol

22
DE maio
DE 2011
29

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Kleber fez um dos gols mais bonitos da 1ª rodada

Talvez seja muito cedo para começar a fazer contas, mas elas serão sempre inevitáveis. Na primeira rodada do Brasileirão-10, os paulistas ganharam 10 pontos, contra apenas 6 dos cariocas. Cada um tem quatro representantes na Série A, e os cariocas mantêm a hegemonia do futebol nacional há dois anos, depois de cinco anos de dominio paulista.
Liedson não fazia gols desde o dia 23 de abril. Enfim, desencantou. Adriano, contratado pra resolver esse problema, está contundido e não balança uma rede há mais de um ano. A última vez foi no dia 20 de maio/2010, na vitória do Flamengo sobre a Universidad do Chile. Talvez nem lembre mais como é.
Hoje, no 2×1 sobre o Grêmio, o ataque corintiano voltou a funcionar, principalmente no 2º tempo. E, em meio à chegada de Emerson e às muitas promessas de reforços, o presidente Andrés Sanchez anunciou que Ronaldo, o Fenômeno, vai jogar algumas partidas do Brasileirão. Dificil levar a sério essa conversa. O fato é que Ronaldo definitivamente não é mais um atleta.
Neste início de campeonato, ressalte-se que um dos destaques foi a ótima atuação de Ronaldinho contra o Avai. Alguns flamenguistas ficam bravos quando o Gaúcho é criticado. Gostariam muito que o 10 do Flamengo fosse uma figura intocável, mas, pelo salário que recebe no final do mês, ele tem a obrigação de fazer a diferença. Sempre. Nas próximas rodadas saberemos se ele está a fim de manter esse mesmo ritmo.
Houve dois confrontos diretos entre cariocas e paulistas. E que golaço de Kleber na vitória do Palmeiras sobre o Botafogo! Foi o ponto alto no jogo do São José do Rio Preto. No outro tira-teima, o São Paulo sobrou em campo e matou o Fluminense fora de casa. Salvaram o emprego de Paulo César Carpegiani, pelo menos por enquanto. O velho Rivaldo, que manteve-se cabisbaixo no banco de reservas, entrou aos 39 do 2º tempo. Foi só para administrar a vitória com a sua experiência.
E essa disputa será travada semana a semana, daqui até o dia 4 de dezembro, quando acontecerá a última rodada. É claro que mineiros e gaúchos, potencialmente fortes candidatos ao título nacional, tentarão de tudo para evitar que a taça fique somente no eixo Rio-São Paulo. E é exatamente isso que faz do Campeonato Brasileiro um dos mais emocionantes do mundo.

* RECEBA POR E-MAIL AS ATUALIZAÇÕES DESTE BLOG
* SIGA O BLOG “FUTEBOL ETC” NO TWITTER

22
DE maio
DE 2011

Cerezo: fui o último a saber sobre Lea T

postado por Marcondes Brito em Clipping, Futebol

22
DE maio
DE 2011
3

Comentários

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars
Loading ... Loading ...

Cerezo com a família: Leandro depois se transformou em Lea T.

Numa boa entrevista à repórter Amélia Sabino, do jornal Lance, o ex-jogador Toninho Cerezo, 56 anos, falou pela primeira vez sobre Lea T. seu filho transexual que virou top model internacional. Anotei a seguir algumas das suas respostas:

O IMPACTO DA NOTÍCIA
“Naquele momento, quando saiu essa notícia, eu procurei a diretoria do Sort Recife e deixei bem claro para eles. Contei o que houve e, como se tratava do meu nome, os deixei à vontade para resolverem… Tirei esse tempo para arrumar minha vida. Tive que dar atenção à família, acalmar essa poeira. O problema maior foi da porta para fora de casa, toda essa repercussão que a mídia deu”.

ENFRENTANDO O PRECONCEITO
Acho que o mundo do esporte está superando o preconceito. Na sociedade é um fato, politicamente está uma coisa aberta, clara. Teve essa votação no STF (sobre a união gay), não tem retorno e as pessoas não deixam de ser felizes por causa disso, mas eu não posso pensar pela cabeça dos outros. Eu nunca ouvi isso de nenhum dirigente, mas acredito que possam ter pessoas que pensem assim. É meu filho, aliás minha filha, meu sangue. Nunca me fez abaixar a cabeça, até porque fui criado no meio artístico, de mentalidade aberta, lógico que dentro de uma carapuça do mundo da bola”.

O ÚLTIMO A SABER
“Quando a Lea falou tudo, eu fui o último a ficar sabendo. Eu fui a última pessoa que ela chegou e falou, mesmo porque eu já sabia. Mas nunca questionei, nunca briguei. Mas eu achei melhor ela falar do que viesse da outra parte, como aconteceu. Depois ela viu que não existe problema de forma nenhuma. Acho que foi mais medo dela de contar, porque o pai é ex-jogador, a família, as tias, todo mundo católico demais. Só que o negócio veio tão forte, toda essa agitação, que era diferente de marcar alguém, de dar um passe, entrar dentro da área para cabecear ou sofrer uma crítica de um comentarista esportivo. Foi uma coisa completamente nova, então resolvi ouvir, ficar calado, porque precisava do meu tempo”.

ELA NUNCA GOSTOU DE FUTEBOL
“Agora é a vez de a gente brincar com isso. Eu lembro uma vez que teve um clássico Corinthians x São Paulo e levei todos eles em campo. A Lea dormiu no jogo. Aí eu vi que ela não tinha nada a ver com futebol. Quando eles eram crianças eu os coloquei na escolinha de futebol, na época da Sampdoria. Ela ficou brincando de aviãozinho, nem aí para a bola”.

PROPOSTAS PARA TRABALHAR
“Tive uma do Vitória, no final do ano passado, mas ainda não era o momento. E uma sondagem da China, que rejeitei… Quero apenas poder fazer meu trabalho com tranquilidade, desenvolver uma equipe, prepará-la desde o início. Se não tiver a opção de fazer isso aqui, quero fazerum curso no meio do ano na Itália, de aprimoramento na profissão, com aulas sobre tática, técnicas de aperfeiçoamento físico, comunica ção com os jogadores. Sempre tem novidade no futebol. E é o que sei fazer e onde gosto de estar, no campo”.

* RECEBA POR E-MAIL AS ATUALIZAÇÕES DESTE BLOG
* SIGA O BLOG “FUTEBOL ETC” NO TWITTER

Criação de Sites e Comunicação Digital: Agência Qualitare