Dia dos Mortos, uma festa no México

O Dia de Finados é um dia especial, para que cada um lembre das pessoas queridas que já morreram. Aqui no Brasil as pessoas costumam usar o dia para dedicá-lo à saudade, orar e ir ao cemitério arrumar os túmulos.

Enfeites de esqueletos vendidos na Cidade do México para o Dia dos Mortos. Foto: Ronaldo Schemidt/AFPNo México é bem diferente. Lá, desde a época pré-descobrimento, as pessoas acreditam que o Dia dos Mortos é o período em que aqueles que já partiram retornam para uma breve visita. E, por isso mesmo, são recebidos com uma verdadeira festa que começa a ser preparada semanas antes e é celebrada nos dias 1º e 2 de novembro – o primeiro dedicado à visita das crianças, o segundo à visita dos adultos.

Para eles, a morte representa a passagem para um outro mundo onde só existe alegria e fartura. Então a saudade é celebrada com flores coloridas, danças, comidas especiais, velas, incensos e doces, tudo muito enfeitado com motivos que lembram a morte. As casas ganham altares com fotos dos mortos e oferendas. As pessoas ora usam suas melhores roupas, ora se vestem como se também já tivessem partido.

Assustador? Bem, sempre tem as fantasias muito realistas que realmente causam espanto. Mas as crianças adoram e também se deliciam com as gostosuras, como as caveirinhas de açúcar e chocolate ou o Pão dos Mortos, que é decorado em forma de osso.

Essa tradição é celebrada em outros países da América Latina e foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

No vídeo abaixo você pode ver algumas obras de arte popular inspiradas no Dia dos Mortos ao som de uma música em espanhol do Grupo Scherzo que diz (em uma tradução livre) que “ao bater a meia-noite, as caveiras vão passear…

Sobre Ana Oliveira