Blog do Follador – O Cara da Previdência

ago/11

30

Nova reforma da previdência

E volta o tema reforma da previdência. Seria a quarta em 15 anos.

O inusitado é que todos querem nova reforma, mas por razões opostas: o governo, para diminuir aposentadorias e com isso o déficit anual de R$ 45 bilhões, e os segurados para acabar com o fator previdenciário e ter aumentos reais nas aposentadorias.

E, nessa queda de braço, alguém duvida que o governo tem mais força?

Resultado: não se iludam trabalhadores do setor privado. O fator previdenciário não cai. Com ele, a mulher cumprindo 30 anos de contribuição e o homem 35, podem pedir aposentadoria, sem depender de idade.

Agora, se cair, fica pior. É que está sendo gestada no Ministério da Previdência a elevação do tempo mínimo de contribuição exigido. Para as mulheres, passaria de 30 para 37 anos e, para os homens, de 35 para 42 anos. Ou a implantação da fórmula 95/105. Por ela, a mulher, contando a idade e o tempo de contribuição, teria que atingir a soma 95 e o homem 105. Resumo: teriam que trabalhar, no mínimo, uns 5 anos a mais e ter outros 5 adicionais na idade para poder se aposentar.

Agora pergunto: em todas as reformas já feitas, a situação do trabalhador melhorou ou piorou?

Entendem porque digo para não colocar seus futuros só na mão do governo?

Nenhuma tag

7 comentários

  • Jorge Moacyr, Florianópolis. · 30 de agosto de 2011 às 12:51

    REF. FATOR PREVIDENCIÁRIO.

    Enquanto não chegam a um consenso quanto a um substitutivo para o Fator Previdenciário, poderiam pelo menos amenizar a fórmula deste Fator.

    Não podemos continuar diminuindo as aposentadorias dos trabalhadores do RGPS, principalmente dos que completam 35 nos de contribuição aos 60 de idade.

  • Carlos · 31 de agosto de 2011 às 7:07

    Sr. Follador, bom dia.

    A Previdência Social não é deficitária basta ver as suas contas, existem DOIS MOTIVOS básicos para a “reforma da previdência”. (Fator previdenciário, corte de benefícios, limite de idade… etc.. etc….

    1º motivo – Redução da contribuição das empresas ao INSS de 20% para 14% sobre a folha de pagamento.(isso num primeiro momento pois querem reduzir mais ainda).
    Imagina quanto o INSS vai deixar de arrecadar com esta redução.

    2º motivo – Incentivar (leia-se forçar uma corrida para previdência privada), que na realidade não pode ter nome de Previdência e sim de título de capitalização.

    Faço só uma pergunta: Alguém já viu algum Administrador, no nosso caso o Governo, que tenha déficit em alguma área e fazer corte de receita ?
    Não diga que os Governos são incompetentes para Administrar, os Governos administram um País não podem
    ser imcompetentes.

    Abaixo seguem 2 sugestões para diminuir o custo das empresas e melhorar a situação da Previdência Oficial.

    1- Que tal reduzir custo das empresas reduzindo os impostos sobre os bens de consumo.
    E para compensar esta dimunuição de receita, baixar
    os juros da dívida interna pagos pelo governo(digo) pagos por todos nós.

    2- Gastar o dinheiro da Previdência com quem de direito, ou seja, com os trabalhadores ativos e inativos aí sim a previdência seria até Superavitária.

  • Jorge Moacyr, Florianópolis. · 31 de agosto de 2011 às 17:09

    DEZ RAZÕES PARA REVER O FATOR PREVIDENCIÁRIO.

    1. O Fator Previdenciário diminui as aposentadorias dos que completam 35 anos de contribuição aos 60 de idade.

    2. O Fator Previdenciário leva em conta a expectativa de vida das mulheres ao calcular a aposentadoria dos homens.

    3. O Fator Previdenciário faz com que os mais pobres que iniciam cedo no mercado de trabalho tenham que contribuir por mais tempo.

    4. O Fator Previdenciário diminui mais as aposentadorias das mulheres.

    5. O Fator Previdenciário faz com que as trabalhadoras que se aposentam com 30 anos de contribuição recebam menos do que as que se aposentam por idade com apenas 15 anos de contribuição.

    6. Não há transparência no Fator Previdenciário.

    7. O Fator Previdenciário já foi julgado inconstitucional por apresentar enorme complexidade.

    8. O Fator Previdenciário incide somente sobre as aposentadorias do RGPS.

    9. O Fator Previdenciário não estimula as pessoas a aposentarem-se com idade mais adequada.

    10. Os trabalhadores não querem mais o Fator Previdenciário.

  • Jorge Moacyr, Florianópolis. · 31 de agosto de 2011 às 17:15

    ALTERNATIVAS AO FATOR PREVIDENCIÁRIO.

    A adoção de Idade Mínima para aposentadoria infelizmente faz com que as pessoas deixem para se preocupar com a previdência com idade mais avançada o que não é bom para o sistema.
    A proposta da soma da idade com o tempo de contribuição (Fator 85/95) é razoável, no entanto não extingue o Fator Previdenciário e não apresenta nenhum estímulo aos que gostariam de trabalhar por mais algum tempo depois de completar os pré-requisitos.

    O ideal seria conceder aumento real aos aposentados e substituir o Fator Previdenciário pelo *FATOR INCENTIVO.
    *facultativo aos que completarem o atual tempo de contribuição exigido e desejarem postergar a aposentadoria, recebendo por isto um bônus para cada ano a mais de contribuição.
    Atende as necessidades da previdência sem ferir as expectativas dos segurados e oferece aos contribuintes do INSS a possibilidade de melhorar a aposentadoria.

  • Maria da Penha Fernandes Noruega · 7 de dezembro de 2011 às 23:04

    Muitas razões para rever o fator previdenciário. Mas quem vai rever? Os grandes políticos? Aqueles a quem o povo coloca no poder? Aqueles que sugam o suor do trabalhador? Ninguem pensa nos pequenos. Ninguem pensa na classe baixa. Eles (os políticos) que se cuidam. DEUS EXISTE.

  • Jorge Moacyr, Florianópolis. · 8 de dezembro de 2011 às 8:31

    DEZ RAZÕES PARA REVER O FATOR PREVIDENCIÁRIO

    01. O Fator Previdenciário reduz indevidamente as aposentadorias dos que completam 35 anos de contribuição e 60 de idade.

    02. O Fator Previdenciário incide somente sobre os trabalhadores do regime geral.

    03. O Fator Previdenciário faz com que os mais pobres que iniciam cedo no mercado de trabalho tenham que contribuir por mais tempo.

    04. O Fator Previdenciário leva em conta a expectativa de vida das mulheres ao calcular a aposentadoria dos homens.

    05. O Fator Previdenciário prejudica mais as pessoas que aniversariam em dezembro.

    06. O Fator Previdenciário diminui muito as aposentadorias dos que completam o tempo de contribuição exigido e por motivo de emprego e/ou saúde debilitada não possuem mais a capacidade contributiva.

    07. O Fator Previdenciário pode fazer com que uma trabalhadora que se aposenta após 30 anos de contribuição receba menos do que as que se aposentam por idade com apenas 15 de contribuição.

    08. O Fator Previdenciário já foi julgado inconstitucional por apresentar enorme complexidade.

    09. O Fator Previdenciário induz as pessoas a se aposentarem enquanto trabalham, para somar as rendas, buscando depois a desaposentadoria.

    10. O Fator Previdenciário não mais estimula as pessoas a se aposentarem com idade adequada.

    O ideal seria conceder aumento real aos aposentados e substituir o Fator Previdenciário pelo *Fator Incentivo.
    *facultativo aos que completam o tempo de contribuição e desejarem postergar a aposentadoria, recebendo por isto um bônus para cada ano a mais de contribuição.
    Atende as necessidades da previdência sem ferir as expectativas dos segurados, e oferece aos contribuintes a possibilidade de melhorar a aposentadoria sem precisar aposentar-se e continuar trabalhando.

  • José Pinto · 23 de janeiro de 2012 às 10:08

    Temos que igualar o tempo de serviço pois o homem já vive a jornada dupla ou tripla, não é justo o homem trabalhar mais e morrer mais cedo, queremos justiça, queremos igualdade.

Responder

<<

>>

Theme Design by devolux.nh2.me