Blog do Follador – O Cara da Previdência

nov/11

21

Como investir para o longo prazo

Olha uma receita para quem quer investir para o longo prazo.

A alta rentabilidade média anual de 17,6% do Fundo Paraná é resultado dela.

Trata-se de uma gestão ativa de sua carteira de investimentos composta por renda variável e renda fixa.

A estratégia prevê a carteira de renda variável, ou ações, sempre no patamar de 45% e os 55% restantes em títulos públicos e outros. Se as ações baixarem dos 45%, quando entra dinheiro das contribuições dos participantes, o investimento é exatamente em ações para recompor os 45%. Já se ocorrer o contrário, as ações subirem, aplica-se em renda fixa. E se for insuficiente, até vende-se ações para retornar ao seu nível de 45%.

Resumo: o Fundo compra ações na baixa e vende só na alta, realizando lucros. O oposto do investidor amador, que compra na alta- quando a Bolsa tá bombando- e vende na baixa, realizando prejuízo.

Ah, e o tipo de ações: ações dividendos, que distribuem regularmente o lucro aos acionistas. No caso, 6% ao ano. Nos Estados Unidos chamam-se ações de viúva, porque as pensionistas vivem só desses dividendos.

São ações de empresas de setores tradicionais e consolidados, como telecomunicações, energia e bancos. Menos suscetíveis a crises e variações de preços internacionais e com receitas atreladas à inflação.

Nenhuma tag

2 comentários

  • Rodolfo · 21 de novembro de 2011 às 22:31

    Gostaria de saber mais sobre este tipo de fundo de investimento. Qual a taxa de administracao ou qualquer outra taxa inclusa. Tem algum exemplo ou simulacao que possa ser compartilhado.
    Obrigado
    Rodolfo

  • las artes · 30 de novembro de 2011 às 23:55

    Quando se pensa em renda variável, logo vêm a cabeça investimentos em ações. Os investimentos de renda variável em geral são atribuidos a quem tem um perfil mais agressivo, que assume riscos e não se importa em perder dinheiro para ganhar dinheiro.

Responder

<<

>>

Theme Design by devolux.nh2.me