Prefeitura coloca outdoors para chamar atenção de médicos

24 de abril de 2014

A Prefeitura de Campinas espalhou diversos outdoors para divulgar o programa Dr. Plantão – que cria 100  empregos públicos de médicos para trabalhar exclusivamente em plantões no atendimento de urgência e emergência na Rede Municipal de Saúde. Há um déficit na rede de cerca de 100 plantões.

O objetivo é contratar médicos que não são da prefeitura. A contratação será precedida de processo seletivo simplificado e os médicos irão receber entre R$ 921,00 e R$ 1.810,92 por plantão de 12 horas. O menor valor é para quem trabalhar durante a semana e o maior para quem atuar em feriados.

Eles irão trabalhar nos Prontos Atendimentos Anchieta, São José, Centro, Pronto Socorro Dr. Sérgio Arouca e Samu.

Jonas ‘passa a mão’ na cabeça de secretário de Saúde

23 de abril de 2014

Em meio à pior epidemia de dengue da história de Campinas – com 14.002 casos confirmados da doença, sendo que mais de 200 deles progrediram para quadros graves, e uma morte –, o prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), aproveitou a cerimônia de recepção dos 66 novos médicos que chegam à cidade através do Programa Mais Médicos para ‘passar a mão’ sobre a cabeça do secretário municipal de Saúde Carmino de Souza.

Logo na abertura, Jonas tomou o microfone e iniciou o discurso de bajulações. “Quero aproveitar para agradecer você, Carmino, pelo companheirismo no nosso governo”, disse.

“Sei da sua vida de trabalho e dignidade. Além disso, aceitar um cargo público não é coisa fácil”, completou.

Ainda durante a cerimônia, o prefeito apresentou a esposa Sandra Ciocci e disse que este ano o casal completa 25 anos de matrimônio. O secretário de Saúde e a esposa do prefeito compunham a mesa de apresentação dos 66 novos médicos, que passam a integrar o grupo de 28 que já está na cidade, atuando nas unidades de Saúde.

Na sequência, Jonas se lembrou de sua vinda à cidade, quando tinha quatro anos de idade. “Quarenta anos depois, sou hoje o prefeito de Campinas.”

Só então, o chefe do Executivo introduziu o assunto da pauta: Mais Médicos. Agradeceu a chegada de todos, citando nome a nome, cada um deles. Lembrando: eram 66. “Chamei vocês pelo primeiro nome para já criarmos uma proximidade”, afirmou.

O prefeito ainda pediu desculpas por um contratempo na noite de ontem – os novos médicos não haviam passado a conta bancária para receber o auxílio-moradia (R$ 1,5 mil) e o vale-alimentação (R$ 590,00), e, por isso, não tinham recebido o valor. Na noite de ontem, os profissionais haviam sido encaminhados a dois alojamentos de Barão Geraldo. Um deles apresentou problemas, os quais não foram revelados pelo chefe do Executivo, o que obrigou o encaminhamento dos médicos a um hotel.

Texto: Juliana Ewers

Justiça cancela eleição do Congeapa

23 de abril de 2014

A Justiça de Campinas cancelou a eleição para escolha de representantes de entidades para o Congeapa (Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental de Campinas) que ocorreria ontem (22/04) à noite. A decisão foi do juiz da 1ª Vara da Fazenda, Mauro Fukumoto, em pedido da ONG Resgate Cambuí. A entrega da decisão foi feita pelo ambientalista José Muller.

O questionamento se deu pela transferência da Sanasa como representante do 3ª setor – sociedade civil (ONGs e empresas) e não como do 1ª setor – poder público. Há entendimento de alguns conselheiros de que isso diminui a representatividade da sociedade civil e amplia o poder do governo no conselho. No foco, a queda de braço entre empresários que defendem a instalação de condomínios fechados na APA de Sousas e Joaquim Egídio e os ambientalistas que condenam a urbanização desta região.

O presidente do Congeapa, Sebá Torres (PSB), gerente da Sanasa, nega que haja redução da representatividade. “A mudança no regimento foi aprovada pela maioria dos conselheiros. Não há prejuízos. Agora o jurídico vai tentar cassar a liminar”, disse.

O processo eleitoral ofertou quatro vagas nos segmentos de ONGs, entidades científicas e dos distritos de Sousas e Joaquim Egídio. Dez disputam as quatro vagas.

Torres disse que, se houver demora para cassar a liminar, o processo eleitoral para a escolha da direção do Congeapa, que tem de ocorrer até maio, quando se encerra o atual mandato, não conseguirá cumprir o prazo. O mandato do novo presidente vai até maio de 2014.

Nocautes

23 de abril de 2014

A disputa entre o vereador Pedro Tourinho (PT) e Marcos Bernardelli (PSDB) ganhou novas nuances na sessão desta quarta-feira.

“Não gosto de debater politicamente com gente que não tem consistência política”, de Pedro Tourinho para rebater a crítica do tucano de que a ex-prefeita Izalene Tiene (PT) ao fazer uma parceria com o Hospital Cândido Ferreira de terceirização de funcionários para a Saúde criou um problema ao governo Jonas Donizette (PSB) que teve de demitir, por demitir por ordem da Justiça, 300 agentes de Saúde que atuavam no combate à dengue. Tourinho apresentou dados da dengue durante o governo petista que mostram que os números são bem menores: no primeiro ano foram 721 casos e no último, 30 casos.

“Eu não estou falando que a dengue foi gerada no governo Izalena. Mas o Cândido Ferreira é mais uma mazela do PT”, de Bernardelli que acrescentou: “Vereador volte a trabalhar. Volte ao seu serviço e deixe de ser demagogo”. Do tucano criticando o fato de Tourinho, que é médico da rede ter se voluntariado para trabalhar no último fim de semana na dengue. Ele está afastado do cargo após ter sido empossado vereador de Campinas.

 

Deputados irão à Papuda terça-feira ver condições prisionais de José Dirceu

23 de abril de 2014

Integrantes da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados irão terça-feira (29) à Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal, para verificar as condições prisionais do ex-ministro e ex-deputado José Dirceu.

O ex-chefe da Casa Civil da Presidência da República foi condenado à prisão, em regime semiaberto, na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Único dos condenados nessa ação ao regime semiaberto, Dirceu é o único que continua na Papuda em regime fechado por causa de denúncias de regalias na prisão.

Além de verificar as condições prisionais de Dirceu, os deputados Nilmário Miranda (PT-MG), vice-presidente da comissão, Luiza Erundina (PSB-SP), Janete Capiberibe (PSB-AP) e Jean Wyllys (PSOL-RJ) vão  avaliar a situação de outros condenados ao regime semiaberto que continuam presos em regime fechado na Papuda. Apresentado por Nilmário, o requerimento para a diilgência na Papuda foi aprovado hoje (23) na comissão.

Nilmário disse que apresentou o requerimento para a visita à Papuda a pedido dos filhos de Dirceu, o deputado Zeca Dirceu (PT-PR) e Joana Saragoça, que estão preocupados com as condições apresentadas pelo pai nos últimos dias.

Segundo o parlamentar mineiro, Zeca e Joana alegaram que a saúde de Dirceu vem se debilitando e que estão se esgotando os recursos jurídicos para tirá-lo do cárcere. De acordo com Nilmário, os filhos de Dirceu negam que ele tenha tratamento especial, como pemissão para uso de celular e comida diferente da dos demais detentos do regime semiaberto. “O Zé [José Dirceu] está cumprindo tudo que determinam para não dizer que ele tem regalias [no presídio]”, acrescentou o deputado.

Fonte: Agência Brasil 

Mais antigos »